1.3.13

Resenha: O Festim dos Corvos


O Festim dos Corvos - George R. R. Martin
644 páginas


"Tivemos um rei, depois cinco. Agora tudo o que vejo são corvos em disputa pelo cadáver de Westeros."


Depois da enxurrada de emoções de "A Tormenta de Espadas" Martin nos deixa respirar um pouco...

"O Festim dos Corvos" começa com um ritmo mais lento, centralizando a narrativa nos acontecimentos em Porto Real e arredores.
Somente alguns personagens aparecem no 4º volume das Crônicas, sendo alguns deles velhos conhecidos nossos, como Cersei (a crazy bitch que mais parece a reencarnação de Aerys Targaryen) e Arya (ou Arry, ou Doninha, ou Nan, ou Gata, ou Ninguém...).
Também somos apresentados a novos pontos de vista, como ao de Arianne, princesa de Dorne e ao de Olho de Corvo, irmão do falecido Balon Greyjoy.
De qualquer forma, não podemos esquecer que estamos falando de uma obra de George R. R. Martin, portanto essa calmaria do começo tem um fim...
A Senhora Coração de Pedra mostra a que veio, enquanto Jaime conquista de vez o meu coração!

Não vou negar que senti falta de meus queridinhos Jon e Daenerys, nem que estou morrendo de curiosidade sobre o destino de Tyrion, mas, assim como os três primeiros livros da série, "O Festim dos Corvos" não decepciona!
E que venha "A Dança dos Dragões"!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...