1.4.13

Resenha: O Circo da Noite


O Circo da Noite - Erin Morgenstern
368 páginas


" - Quer dizer que não é tão mal ficar preso em algum lugar? Dependendo de onde se está preso?
- Acho que depende do quanto você gosta do lugar onde está presa. - responde Widget
- E de quem estiver preso com você. - acrescente Poppet, chutando sua bota preta com a branca."


Talvez esta tenha sido a história mais misteriosa que já li. Além, é claro, de encantadora!

Célia e Marco, ainda crianças, se veem envolvidos em um estranho jogo cujas regras não foram muito bem esclarecidas. A única coisa que sabem é que devem usar seus truques da forma mais extraordinária possível, sempre tentando superar um ao outro.
Se bem que truque não é a melhor definição para o que eles fazem... O melhor seria definir como mágica. Só que mágica de verdade.

Célia é filha do famoso mágico Próspero e nasceu com o mesmo dom do pai. Já Marco foi escolhido por Alexander e aprendeu a arte da magia tão bem como se essa lhe fosse inerente.
Durante longos anos eles treinaram e se aperfeiçoaram, até que, enfim, o desafio começa.
O local escolhido é o Cique des Rêves, um circo exótico, que abre ao anoitecer e fecha ao amanhecer. O circo chega sem aviso. Simplesmente está lá, quando ontem não estava.

A descrição que a autora faz do circo é tão impressionante que desejei que ele existisse de verdade! E duvido que alguém, depois de ler esse livro, não tenha desejado o mesmo que eu.

À medida que o jogo se desenvolve, as pessoas ligadas ao circo começam a perceber que suas vidas estão mais dependentes do circo do que imaginavam.
É então, nesse contexto já bastante complicado, que Célia e Marco se descobrem completamente apaixonados.

Quem vai ganhar o jogo? Quais serão as consequências para o perdedor? Será possível ao casal viver esse amor?
Se você quiser essas respostas terá que ler O Circo da Noite, mas desde já eu garanto: você não vai se arrepender!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...