12.5.13

Listas: dia das mães

Para homenagear nossas heroínas de todos os dias, a lista de hoje é com livros que falam sobre mães!

1. Mães em Guerra - Jill Kargman


Um retrato maldosamente divertido de mães indiscutivelmente exageradas. Toda mãe é capaz de cometer loucuras pelo bem de seu filho. Mas o que fazer quando a loucura vira o normal? Ao mudar-se para um dos bairros mais elegantes de Nova York com o marido Josh e a filha Violet, de dois anos, Hannah Allen se vê não só diante de um estilo de vida totalmente diferente do seu como no meio de uma verdadeira guerra de mães. Por trás da aparência de bonequinhas de luxo, suas novas vizinhas revelam-se beeem cruéis, prontas para destruir qualquer uma que represente a ameaça de ser uma mãe “melhor” do que elas.
 
2. O Chá-de-Bebê de Becky Bloom- Sophie Kinsella

 
A vida de nossa querida Becky Bloom vai muito bem, obrigada! Além de estar trabalhando numa loja como compradora pessoal, ela e Luke estão à procura de uma casa nova (um lugar bem espaçoso, com direito a um closet só para guardar os sapatos!) e...Becky está grávida!!! Nossa amiga gastadora não poderia estar mais feliz - sobretudo porque descobriu que fazer umas comprinhas é ótimo para enjôos matinais. E tudo tem de estar perfeito para o bebê - a decoração do quarto, o carrinho de última geração e a obstetra mais badalada da cidade. Mas surge um probleminha - a doutora famosa nada mais é que uma ex-namorada de Luke. Ao que parece, a gravidez de Becky não vai ser tão tranqüila...
 
3. Mini Becky Bloom: Tal Mãe, Tal Filha - Sophie Kinsella


Becky Bloom está casada com o homem de seus sonhos, Luke, e tem uma filha de dois anos, Minnie, que parece seguir desde já o gosto da mãe por compras e pela moda. Mas criar a filha é muito mais complicado do que parecia ser, pois a garotinha cria confusões por onde passa. E quando Becky decide dar uma festa surpresa para Luke, não será uma tarefa fácil manter os preparativos em segredo do marido.
 
4. Melancia - Marian Keyes
 
 
Foi demais da conta para Claire o dia do nascimento da sua filha. Ao acordar no quarto do hospital depara com o marido olhando-a na cama. Deduzindo tratar-se de algum tipo de sinal de respeito, ela nem suspeita de que ele soltará a notícia da sua iminente separação: “Ouça, Claire, lamento muito, mas encontrei outra pessoa e vou ficar com ela. Desculpe quanto ao bebê e todo o resto, deixar você desse jeito...” Em seguida, dá meia-volta e deixa rapidamente o quarto. De fato, ele sai quase correndo. Com 29 anos, uma filha recém-nascida nos braços e um marido que acabou de confessar um caso de mais de seis meses com a vizinha também casada, Claire se resume a um coração partido, um corpo inteiramente redondo, aparentando uma melancia, e os efeitos colaterais da gravidez, como, digamos, um canal de nascimento dez vezes maior que seu tamanho normal! Não tendo nada melhor em vista, Claire volta a morar com sua excêntrica família: duas irmãs, uma delas obcecada pelo oculto, e a outra, uma demolidora de corações; uma mãe viciada em telenovelas e com fobia de cozinha; e um pai à beira de um ataque de nervos. Depois de muitos dias em depressão, bebedeira e choro, Claire decide avaliar os prós e contras de um casamento de três anos. E começa a se sentir melhor. Aliás, bem melhor. É justamente nesse momento que James, seu ex-marido, reaparece, paea convence-la a assumir a culpa por te-lo jogado nos braços de outra mulher. Claire irá recebê-lo, mas lhe reservará uma bela surpresa...
 
5. Travessuras de Mãe - Denise Fraga
 
 
"Como misturar delicadeza, dúvidas, bom humor, vontade de acertar, otimismo e muito amor em um texto sobre o prazer e, muitas vezes, a completa loucura que é criar e educar os filhos? Só é possível quando você vive isso na prática, de verdade, todos os dias. Nas 72 crônicas deste livro, a Denise nos faz rir, chorar, refletir. Com ela tive ainda mais certeza de que ser mãe é realmente uma aventura. E das mais maravilhosas" - Paula Perim
 
6. A Vida Secreta de uma Mãe Caótica - Fiona Neill


Lucy largou uma carreira promissora como produtora de televisão e uma vida social agitada para cuidar dos filhos, mas maternidade não significa se tornar uma dona de casa convencional. Colocar em ordem o caos doméstico -a pilha de roupa para lavar tem no mínimo 1 metro de altura e não faz muito tempo que levou os filhos à escola vestindo pijama - não é uma tarefa simples para Lucy, e ela ainda precisa encontrar tempo para resolver os dramas emocionais das amigas. Até que ela começa a flertar com o Pai Sexy Domesticado. Será que a velha Lucy Sweeney está de volta?
 
7. Pequenos Terremotos - Jennifer Weiner
 
 
Jennifer Weiner conquistou definitivamente um lugar ao sol entre os destaques da nova literatura feminina com Em seu lugar, que chegou às telas de cinema com Cameron Diaz, Toni Collette e Shirley MacLaine. "Pequenos Terremotos" é mais uma prova de seu talento no gênero. Uma história de amor, decepções, redenção e amizade, que já teve os direitos para o cinema comprados pelos diretores de Erin Brockovich. Desta vez, Weiner apresenta aos leitores um retrato fiel sobre a falta de sono e a amizade entre quatro mulheres muito diferentes, que experimentam uma das transições mais maravilhosas e "arriscadas" da vida: a maternidade.
Rebecca Rothstein-Rabinowitz é uma gordinha muito sexy, com um marido maravilhoso e amigos superbacanas. Ela é chef de um dos restaurantes mais badalados da cidade, além de ser mãe de uma menina linda... E tem também uma sogra, verdadeira mala-sem-alça, que caiu de pára-quedas em sua vida.
A vida de Kelly Day parece perfeita como um anúncio de publicidade. Mas, por trás das portas de seu apartamento, ela batalha para equilibrar trabalho e maternidade - Kelly é a típica mãezona, que anota cada passo e gesto do pequeno Oliver em um caderno. O fardo fica por conta do marido desempregado, cuja única atividade depois de perder o emprego é zapear pelos canais de TV durante oito horas por dia.

8. A Terra Tremeu? - Carmen Reid


Eva Gardiner é uma mulher descolada que mora ao norte de Londres e tem quatro filhos: Denny (22), Tom (20), Anna (9) e Robbie (2). Ela adora passar horas cuidando de seu jardim e fazer ioga para desestressar do emprego de oficial de condicional.
E quando tudo já parecia uma confusão na vida de Eva, Tom anuncia a gravidez de sua namorada e a intenção dos dois em se casar. Além disso, o garoto decide ir atrás de seu pai – que abandonou Eva após a falência de seus negócios – para convidá-lo para a cerimônia. Para piorar, o jovem e atraente Joseph, pai de Anna e Robbie, reaparece e deixa Eva confusa em relação aos seus sentimentos: será que ela deixou o amor de sua vida escapar facilmente?

9. Uma Cama para Três - Carmen Reid
 
 
Bella é uma executiva de sucesso, com seus 28 anos já tem um Mercedes, só usa roupas de grife e tem uma beleza contagiante. Divide seu tempo corrido entre o trabalho, saídas em pubs com os amigos e seu marido Don. Ele já está beirando os 40 anos, mas com charme e galanteador, ambos se conheceram em uma festa e foi amor a primeira vista. Três meses depois estavam morando juntos e preparando o casamento. Um ano após se casarem Bella está com uma vontade estranha para as executivas londrinas, quer ter um filho. Com dinheiro, conforto, um belo emprego, carro e roupas poderiam fazer Bella não querer mais nada. Só que sua cabeça e corpo não param de dizer que precisa ter um filho, isto a leva a um plano estratégico que convença o marido de que um bebê seria o melhor investimento de suas vidas. Mas... O plano falha e a gravidez acontece.

10. Antes Tarde que Mais Tarde Ainda - Liana Cupini


O livro Antes Tarde Que mais Tarde Ainda, de Liana Cupini, é a continuação das confusões de Karla Kristina, que os leitores tanto aguardavam. A protagonista continua com a mesma familiaridade que da o tom durante o primeiro livro, com novos problemas e os mesmos amigos que conquistaram o público.  (Cinco anos depois do Antes Tarde que Mais Tarde) Aos 34 anos e 13 meses a vida de Karla Kristina terá um novo turbilhão de emoções: grávida, ela enfim conhecerá a sogra, uma socialite paulista que promete transformar sua vida radicalmente, incluindo um maravilhoso casamento na Europa e um novo apartamento. Será que Karla esta preparada para ser mãe, esposa e largar seu emprego? Um livro leve e divertido, que retrata a gravidez por um ângulo pouco visto: o das mulheres inseguras e despreparadas. Sem ser meloso, esse livro continua repleto de sentimentalismo, amor, lição de vida e temperado com uma boa dose de comédia.
 
PS: Feliz dia das mães para todas as mães! Para a minha, um dia maaaais feliz ainda! :) Te amo!

8 comentários:

  1. Oi Michelly, adorei o post!
    O livro com alguma temática materna que estou querendo há tempos é "Por favor, cuide de mamãe"
    Tem promoção e post novo no blog
    http://goo.gl/3xHP0
    Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse eu ainda não conheço, Sarah... Vou pesquisar sobre ele :)

      Excluir
  2. Nossa que legal, eu sou doida pra ler Becky Bloom. Interessante com mesmo nos livros as mães são bem diferentes, Feliz dia das Mães
    Beijos
    Nicoly Rosa
    NICOLYROSA.BLOGSPOT.COM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tb quero ler Becky Bloom, mas ele é tão caro que acabo passando outros na frente!

      Excluir
  3. Amei a capa e sinopse de Mães em Guerra! É um livro que quero ler com certeza! Bem como os da Becky Bloom (uma pena que são tantos e tão caros) e Melancia.
    Beijos,
    Nic

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tb me interessei por Mães em Guerra, Nic! Não conhecia, descobri pesquisando pra fazer esse post!

      Excluir
  4. Oi, Mi!
    Ótima homenagem. Dessa sua lista, eu só li "Melancia"... mas, pelo título, gostei do Antes Tarde Que mais Tarde Ainda.

    Beijos!!!

    Café com Leituras!
    http://cafecomleiturasneriana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antes de fazer a lista eu nem sabia que existia o subgênero mom-lit, e parece ser bem legal! Me interessei por vários!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...