9.7.13

Semana Especial Contos de Fadas #2

Ao contrário do que se poderia pensar, os contos de fadas não foram escritos para crianças, ou para transmitir ensinamentos morais como as fábulas de Esopo. Em sua forma original, os textos traziam doses fortes de adultério, incesto, canibalismo e mortes hediondas.

Como esses contos vem sendo passados durante anos, existem várias versões de cada história. Sendo assim, escolhi aquelas mais macabras para mostrar a vocês.

A Bela Adormecida


Na versão original, a moça se chama Tália e não é vítima de uma maldição, mas de uma profecia. Aos quinze anos, ela prende um espinho venenoso sob a unha do dedo, e adormece. O rei coloca sua filha em uma cadeira de veludo do palácio, tranca e parte para sempre, a fim de apagar a lembrança de sua dor.
Algum tempo depois, eis que surge um outro rei que encontra Tália. Ele se apaixona por sua beleza mas como não consegue acordá-la, então a estupra e vai embora. Simples assim.
Nove meses depois, a ainda adormecida princesa dá a luz a gêmeos, Sol e Lua. As crianças, buscando o leite materno, chupam um de seus dedos, retirando o espinho e fazendo a bela moça acordar e descobrir que não só foi violada como também é mãe de gêmeos.
Um dia o rei lembra de sua "aventura" com Tália e resolve ir visitá-la. Porém, a esposa do rei descobre o caso e manda cozinhar os gêmeos para depois serví-los ao rei. Só que o cozinheiro se compadece das crianças e prepara cabritos no lugar deles. Depois a rainha manda buscar Tália para lançá-la ao fogo, mas o rei chega e lança a própria esposa no lugar da moça.
Assim, a bela princesa fica livre para casar com o seu estuprador, e todos vivem felizes para sempre.

Cinderela


Esse é o conto com mais versões, porém, a maioria deles diz que Cinderela mata sua primeira madrasta para que seu pai pudesse se casar com a empregada. Essa empregada é que se torna a “madrasta má”.
Um dia o rei anuncia que haveria um baile para que o príncipe escolhesse uma princesa entre as jovens do reino, e Cinderela só consegue ir porque encontra um vestido numa árvore perto de onde sua mãe estava enterrada. Lá, o príncipe se apaixona pela moça, mas ela precisa ir embora correndo e acaba perdendo seu sapato no caminho.
O príncipe começa a procurar pela dona do sapato e quando chega na casa de Cinderela, suas irmãs cortam partes dos próprios pés para que eles caibam no sapato, querendo enganar o príncipe. Entretanto, ele é avisado por dois pombos, que bicam os olhos das farsantes.
Assim, as irmãs passam o resto de suas vidas como mendigas cegas enquanto Cinderela vive no castelo do príncipe. 

Branca de Neve


A rainha, com inveja da beleza de Branca de Neve, convoca um caçador e pede que leve a moça para a floresta e a mate, trazendo seus pulmões e seu fígado, que seriam servidos no jantar daquela noite. Mas o caçador fica com pena de Branca e a deixa fugir, levando para a rainha os órgãos de um javali.
Enquanto isso, Branca de Neve acha a casa dos anões e em troca de lavar, passar, costurar, limpar e arrumar a casa, eles a deixam ficar.
Ao descobrir que a garota ainda está viva, a rainha a faz comer uma maçã envenada e Branca de Neve morre. Só que, como sua aparência ainda era boa e ela tinha bochechas coradas, os anões não tiveram coragem de enterrá-la, então fizeram uma cripta de vidro para ela.
Um dia um príncipe viu a cripta com a princesa e quis comprá-la dos anões. Os anões se recusaram a vendê-la, mas acabaram dando para o príncipe com pena, pois ele pediu muito. O que o príncipe queria fazer com o cadáver de uma bela garota é algo que vou deixar por conta de sua imaginação.
Um dos empregados do príncipe que estavam carregando a cripta, tropeçou e caiu, derrubando o caixão de vidro. Com a queda, Branca de Neve cospiu o pedaço de maçã envenenada e voltou à vida.
O príncipe e Branca planejam uma festa de casamento e convidam a madrasta má, que não sabe quem é a noiva. Ela se arruma e quando pergunta sobre sua beleza ao espelho, descobre que Branca está viva. Ela vai ao casamento e fica apavorada quando vê quem é a noiva.
Então, colocam um par de sapatos de ferro na brasa. Tiram da brasa e vestem na madrasta, a fazendo dançar até cair morta. 

A Pequena Sereia 


A pequena sereia tinha 5 lindas irmãs mais velhas, filhas do Rei do Mares. Quando elas completavam 15 anos ganhavam a permissão de ir à superfície. Na sua ida à superfície, a pequena sereia se apaixona por um príncipe de um navio e acaba por salvar sua vida quando o navio afunda.
Ela vai atrás da bruxa do mar para ganhar pernas, só que sob algumas condições: ela perderá a voz, a cada passo sentirá dor como se pisasse em facas e por fim, se o príncipe não se casasse com ela, a pequena sereia estaria condenada a virar espuma do mar.
Depois da transformação ela se aproxima do príncipe e ele passa a amá-la, mas como se ama uma criança e não uma esposa.
Algum tempo depois, um casamento é arranjado entre o príncipe e uma princesa de um reino próximo. No dia anterior ao casamento, as irmãs da sereia aparecem e lhe dão uma faca que se cravada no coração do príncipe, lhe dará a chance de continuar viva e voltar a ser sereia como antes. Contudo, a pequena sereia não tem coragem de realizar tal ato e acaba morrendo e se transformando em espuma do mar.

Chapeuzinho Vermelho


Na versão mais antiga dessa história, o Lobo Mau chega antes de Chapeuzinho na casa da vovózinha. Então ele a mata, prepara sua carne e convida Chapeuzinho para um delicioso jantar. Depois de fazer a menina comer a própria avó, o Lobo também mata e devora Chapeuzinho Vermelho. 
Há, também, versões mais calientes do conto, nas quais Chapeuzinho faz um strip-tease para o Lobo e foge enquanto ele está distraído. Tá, né...

Cachinhos Dourados 


Cachinhos Dourados era uma menina intrometida, que entra na casa de três ursos para comer o seu mingau, sentar em suas cadeiras e dormir em suas camas.
No caso desse conto, existem duas versões para o final da menina. Em uma, os ursos a destroçam para depois, a devorar. Na outra, Cachinhos Dourados era, na realidade, uma velha que quando pula da janela para fugir, quebra o pescoço e morre.

Os Três Porquinhos


No conto original, o lobo derruba as casas dos dois primeiros porquinhos, que são pegos e devorados.
Quando vê que não conseguirá derrubar a casa de tijolos do terceiro porquinho, ele promete nabos, maçãs e uma visita à feira a fim de que o porco saia de casa. Porém, ele, muito mais esperto que os outros dois, recusa a oferta. O lobo, então, decide escalar a casa e entra pela chaminé.
Porém, o porquinho tinha previsto isso, e colocou um caldeirão de água fervendo na lareira. O lobo cai ali dentro e morre. Ele e os outros porquinhos em seu estômago acabam como o farto jantar do terceiro porco.

21 comentários:

  1. Hehehehe! Adorei as imagens e ainda não conhecia essa parte macabra de alguns dos contos.
    Agora, depois de adulta, gostei dessas versões também... mas ainda bem que durante minha infância eles usaram o bom senso e modificaram para as crianças. :D

    Beijos, Mi! :)

    Café com Leituras!
    http://cafecomleiturasneriana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagina contar essas versões pra uma criança de 2 anos! kkkkkk

      Excluir
  2. Adorei as imagens e ainda mais saber dos contos em sua realidade!

    Estou vendo que essa semana será ótima!

    HEHEHE

    Gabryelfellipeealgo.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esses contos originais são muito legais, né Gabryel?

      Excluir
  3. Eles realmente contavam essas histórias para crianças??! =O
    http://coisasdebelaa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que não contavam não, Isa... Ou será que contavam?! :/

      Excluir
  4. Ahahah! Que versões mais macabras... :o
    Quem diria que esta era a realidade! :P
    Ainda bem que não foram estas histórias que me contaram em criança! Eheh! ;D
    A da Bela Adormecida foi das que sofreu mais alterações! :)

    ResponderExcluir
  5. Eu já tinha visto as imagens sombrias das princesas, gosto bastante, são bem criativas. (: Já conhecia também a versão da Bela Adormecida, mas só em parte.

    Gloria, Leitura e Pipoca.
    http://leituraepipoca.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois vai ter um post com essas princesas das trevas, Gloria! Aguarde! kkkk

      Excluir
  6. Nossaaaaaaaaaaaa não conhecia essa parte dos contos não hahaha!
    Meu Deus, estragou minha infância (zoaaaa kkk)

    Nossa muito bom esses contos, kkk gostei mto da dos 3 porquinhos!

    www.booksever.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Algumas eu já tinha ouvido, mas outras não fazia ideia! Uma professora me falou uma vez que esses contos eram dessa maneira para "assustar" os mais novos e ensinar-lhes um pouco sobre a vida. Os irmãos Grimm que, ao levarem essas histórias populares aos castelos, adaptaram os contos para uma maneira mais "polida" e menos assustadora aos olhos dos nobres.
    Adorei o texto, beijos
    curiosametamorfose.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Coitadas das crianças de antigamente, né... Mas se for pensar bem, até as canções de ninar do nosso tempo são meio assustadoras (boi da cara preta, pega essa menina que tem medo de careta)!

      Excluir
  8. Gente! Que horror! Nossa, jamais eu seria capaz de imaginar algo do tipo. Que histórias horríveis. Até ri em algumas partes como a Cachinhos velha e a Chapeuzinho stripper, mas as outras são horrendas!

    http://compulsivebookaholic.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Chapeuzinho stripper é a mais absurda! kkkkk

      Excluir
  9. Amei esse post, sério!
    Quando eu era menor (de idade, de tamanho isso é meio impossível)eu me divertia tentando achar essas versões mais macabras para os contos de fadas!
    Hoje eu não sei mais onde procurar.
    Parabéns Mi, post sensacional!
    Beijão
    Endless Poem

    ps: tá rolando um projeto lá no blog, seria muito bacana se você participasse!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Sarinha!!! :) Vou lá agora mesmo ver seu projeto!

      Excluir
  10. Sinistro essas versões eu já tinha escutado algumas mas um pouco diferentes

    bjos

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...