17.1.14

Resenha: A Primavera Rebelde


A Primavera Rebelde - Morgan Rhodes
424 páginas


"Como Magnus esperava não houve vitória verdadeira naquela morte. Apenas o vazio."


Se A Queda dos Reinos é bom, A Primavera Rebelde é ainda melhor! Nesse segundo volume da série a vida dos principais personagens mudou completamente desde sua primeira aparição.
Cleo foi a única da família real de Auranos que conseguiu escapar com vida ao ataque dos limerianos. Prisioneira do Rei Sanguinário, Cleo ainda precisa lidar com a morte de sua irmã, de seu pai e de Theon. A única lembrança que a garota guarda é um anel, presente que seu pai lhe deu antes de morrer.
Magnus está cada dia mais decidido a conquistar a confiança de seu pai, porém o príncipe sabe que os métodos do Rei não são os mais justos, o que o deixa em uma posição complicada: agradar ao pai significa ceder às suas maldades, agir com a bondade que manda seu coração significa mostrar ao pai que ele não é digno de herdar o trono. Além disso, Magnus ainda luta contra o que sente por Lucia, sua irmã adotiva, que já deixou claro que só o ama como a um irmão.
Lucia está desacordada desde que derrubou os portões do castelo com sua magia. Durante o sono ela começa a ter encontros com o misterioso Ioannes, por quem acaba se apaixonando. Porém, há muito mais mistérios nesse "coma" da princesa do que todos imaginam...
Jonas é o líder de um grupo de rebeldes que se prepara para atacar o Rei Sanguinário e tomar o castelo. Seus sentimentos com relação à Cleo mudaram desde quando ele a conheceu e hoje ele tem certeza de que ela é uma prisioneira em seu próprio castelo, enquanto todos os outros acreditam que ela realmente se juntou ao homem que tomou o trono de seu pai.

A narrativa é repleta de ação e reviravoltas, contando, inclusive, com momentos surpreendentes, daqueles que a gente pensa: e agora?!
Agora que o Rei Sanguinário conquistou Mytica por inteiro, ele conta com uma nova e misteriosa conselheira, Melenia, que o visita em sonhos. De acordo com as determinações da mulher, o rei esá construindo uma estrada que passará por toda a ilha, indo do templo de Cleiona ao templo de Valoria, passando pelas Terras Selvagens. Todavia, muito sangue está sendo derramado para a construção dessa estrada, principalmente de paelsianos que foram escravizados e trabalham exaustivamente, até a morte.
Só que poucos sabem que isso está acontecendo, sendo que o resto da população de Auranos e Limeros acredita que o rei é um homem justo e conciliador. Jonas e seus rebeldes são alguns dos poucos que sabem quem é, realmente, seu monarca, porém a aventura dele como líder de uma revolução não está indo muito bem... Jonas ora peca pela falta de atitude, ora peca por tomar decisões impensadas, colocando em risco o grupo todo.
Cleo e Magnus têm seu casamento anunciado pelo rei, para surpresa de todos, inclusive deles mesmos. Além dos próprios noivos, quem não fica muito satisfeito com isso é o insuportável Aron, que fará de tudo para impedir esse casamento, até contar o segredo que Cleo tanto esconde.

Nesse livro, Lucia é meio que deixada de lado, porém acredito que as pequenas aparições da princesa serão muito importantes para o futuro da série. O capítulo em que ela e Cleo se encontram pela primeira vez é espetacular, e deixa claro que, como diria Beyoncé, quem manda no mundo são as mulheres. Magnus continua genial, me conquistando mais a cada página, principalmente no final. Ainda não gosto de Cleo que, pra mim, é mimada e egoísta. Já Jonas parece uma criança brincando de guerra. Sinceramente, aquilo ali não é líder rebelde nem aqui, nem lá em Mytica... Ele é inocente a ponto de acreditar que 30 rebeldes mal treinados darão conta de uma guarda real experiente. Sério, gente, deu até dó de ver ele brincando de ser líder.
Aí eu preciso falar sobre uma nova personagem, Lysandra. Ela perdeu os pais em um incêndio provocado pelo homens do rei e não sabe se seu irmão está vivo ou morto. Assim, ela se junta à causa rebelde. Lysandra mostra que uma garota pode ser muito útil em uma guerra e, além de excelente no arco e flecha, a garota é inteligente e esperta, o que a levaria a ser uma líder bem melhor do que Jonas.

Mais uma vez os personagens terminam totalmente diferentes da forma que começaram, e a história só tende a melhorar cada vez mais.
Os capítulos, dessa vez, não levam os nomes dos reinos, mas sim dos personagens, o que vocês já devem saber que eu adoro! Pra mim, é a melhor forma de divisão de capítulos, assim podemos ver vários aspectos de uma mesma história.
A narrativa de Rhodes continua fluida, a história fica cada página mais interessante e as mortes de personagens importantes continuam nos chocando.
Resumindo, gostei muito de A Queda dos Reinos, mas A Primavera Rebelde me deixou viciada na história! O único problema é que agora tem mais uma série a qual preciso controlar minha ansiedade e esperar pelos próximos volumes. Fazer o que se essa é minha sina...

8 comentários:

  1. Não li a resenha pq fiquei com medo de pegar spoilers do primeiro livro, mas fiquei feliz em saber que o nivel da série aumenta (já que vc deu 4 estrelas para esse e 3 para o primeiro).

    Beijos,
    Lara - whoisllara.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É melhor sim, Lara, mas, na verdade, foram 4 corujinhas para o primeiro e 5 pra esse! :)

      Excluir
  2. Que bom que o segundo livro é melhor que o primeiro.
    Eu ainda vou ler A Queda dos Reinos, já está na minha estante esperando para ser lido!


    cheirinhodolivro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Mi, não conhecia a série, parece ser muito legal, o tipo de livro que eu leria sem problema algum.

    Bjks

    Patty Santos - Blog Coração de Tinta
    http://coracaodetinta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Acabei de postar a minha resenha no blog, Michelly!

    Essa série está cada vez mais impressionante!
    Só tenho medo do desfecho, do final de tudo, pois quando se cria muita expectativa no início, a história tem que ser bem desenvolvida até o fim.

    É desse jeito que penso que o meu mundo de fantasia deve ser.

    :)


    Recomendo a leitura!
    A narrativa da autora é instigante e interessante!

    Um abraço!

    Até mais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou correndo lá ler, Fabiano! Tenho certeza que Morgan não nos desapontará no final! Fique tranquilo! kkkkk

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...