10.1.14

Resenha: A Queda dos Reinos



A Queda dos Reinos - Morgan Rhodes
399 páginas


Foi quando seu coração, partido em milhares de pedaços, lentamente começou a se transformar em gelo. - See more at: http://www.fomedelivros.com/2013/05/resenha-queda-dos-reinos.html#sthash.3qPrLoro.dpuf
Foi quando seu coração, partido em milhares de pedaços, lentamente começou a se transformar em gelo. - See more at: http://www.fomedelivros.com/2013/05/resenha-queda-dos-reinos.html#sthash.3qPrLoro.dpuf
"Gritos de terror encheram seus ouvidos. Pessoas estavam morrendo, pegando fogo; alguns tiveram a garganta cortada por fragmentos afiados de madeira, enquanto outros foram reduzidos a pedaços, com os membros espalhados. Rios de sangue encharcavam a terra."
Foi quando seu coração, partido em milhares de pedaços, lentamente começou a se transformar em gelo. - See more at: http://www.fomedelivros.com/2013/05/resenha-queda-dos-reinos.html#sthash.3qPrLoro.dpuf
Foi quando seu coração, partido em milhares de pedaços, lentamente começou a se transformar em gelo. - See more at: http://www.fomedelivros.com/2013/05/resenha-queda-dos-reinos.html#sthash.3qPrLoro.dpuf


A história de A Queda dos Reinos, fantasia épica escrita por Morgan Rhodes, é ambientada em Mytica, um continente dividido em 3 reinos: a fria Limeros, a pobre Paelsia e a próspera Auranos. Também existe um local chamado Santuário que abriga os Vigilantes, seres mágicos que se transformam em falcões para observar os mortais. Porém, o que mantém esses lugares vivos é a magia, que está cada dia mais escassa graças ao sumiço da Tétrade, um poderoso objeto que contém o poder dos quatro elementos.

A narrativa é focada em quatro personagens: a princesa Cleo, filha mais nova do rei de Auranos; Jonas, um pobre morador de Paelsia que parte em busca de vingança; a princesa de Limeros, Lucia, que carrega em si um poder que ela nem imagina; e o príncipe herdeiro de Limeros, Magnus, um rapaz que enfrenta uma constante batalha entre o bem e o mal dentro de si.
Tudo começa durante um passeio que Cleo, Aron e Mira fazem à Paelsia. Ao tentar negociar o preço de um vinho paelsiano, conhecido como o melhor do mundo, as coisas saem do controle e o filho do comerciante é assassinado por Aron. Os três auranianos retornam a seu reino, mas não sem antes serem ameaçados por Jonas, irmão do rapaz morto.
A partir desse dia, Jonas nutre uma sede por vingança, não só pelos assassinos do irmão, mas também por todos os governantes de Auranos, que prospera cada vez mais enquanto Paelsia definha a cada dia. Assim, ele vai procurar o líder de seu reino, um aproveitador que finge ter uma magia poderosa chamado Basilius, para propor que busquem vingança contra o reino vizinho. Lá ele é informado por Basilius que uma aliança com Limeros para a conquista de Auranos já está a caminho, e propõe que Jonas e seu amigo, Brion, façam parte dessa empreitada.
Em Limeros, o rei Gaius, conhecido como Rei Sanguinário, começa a se preparar para a invasão a Auranos. Para isso ele conta com seu primogênito, o príncipe Magnus. As semelhanças de Magnus com seu pai são só físicas, porque, por dentro, o rapaz não tem nada do homem frio e calculista que é Gaius. Porém, o príncipe é assombrado pelo sentimento proibido que sente por sua irmã, a princesa Lucia.
Lucia, por sua vez, alheia aos sentimentos lascivos do irmão, nutre um profundo amor fraterno por ele, e, por isso, é capaz de qualquer coisa para vê-lo bem. O que ela também não sabe é que possui um grande poder em si, talvez o maior de todos, e que seu pai tem planos de usá-la para conquistar seus objetivos.

E assim nos são apresentados os protagonistas da história. Rhodes foi muito feliz na construção de cada um deles, visto que suas personalidades são muito diferentes, mas, de certa forma, se complementam. Espero que, um dia, eles fiquem do mesmo lado, porque mal posso esperar para ver esses quatro juntos.
Como eu sou parcial, sempre tenho meus preferidos, e, dessa vez, meus escolhidos foram Magnus e Lucia. Quanto mais complicada é a história, mais eu gosto, e o príncipe e a princesa de Limeros têm a construção mais elaborada entre todos os outros personagens, em minha opinião, por isso são meus preferidos. Magnus luta para encontrar o mal dentro de si, o que é o caminho inverso do que se espera de uma pessoa. Lucia não suporta as consequências da força de sua magia, mesmo assim está disposta a usá-la para defender aos seus. Quero esses dois juntos no final!
Já Cleo é a típica princesa mimada que acha que pode fazer tudo porque sempre terá alguém disposto a consertar os problemas causados por ela. Apesar de ter nuances de uma garota consciente, não chega a ser suficiente para me fazer gostar dela. Não é que eu a odeie, mas também não posso dizer que ficaria triste se uma lança atravessasse seu coração... O romance que ela vive parece muito superficial e também não me agradou.
Jonas é chatinho e muito inocente para quem tem tanta sede de vingança. Mas eu entendo seus atos, às vezes impensados, por causa do trauma que sua família sofreu com a morte trágica de seu irmão no dia do casamento de sua irmã.

O livro tem um ritmo mais lento enquanto está nos apresentando a história dos personagens e conforme vai entrelaçando seus destinos, porém, depois que Limeros e Paelsia partem para a guerra contra Auranos, tudo toma um ritmo frenético e as coisas acontecem muito rapidamente, porém de uma forma gostosa de se ler.
O desfecho deixa muitas pontas soltas, como tem que ser em uma série, o que me deixou ávida para começar logo o segundo volume. Só não comecei porque já era madrugada e um ser humano precisa dormir.

A narrativa de Rhodes é fluida e fácil de entender, apesar de ser bastante adulta. Tem todos os elementos que uma fantasia épica precisa para ser boa, como guerras, traições, amores proibidos e muito sangue. A autora não poupa seus personagens e, quando menos se espera, alguém morre. Achei isso ótimo pois nos dá aquela sensação de frio na barriga, já que ninguém está a salvo e seu preferido pode dar adeus à história a qualquer momento.
Outro ponto positivo do livro foi a divisão de capítulos, que é por reinos. Assim é possível acompanhar o que se passa em cada lugar e pelo ponto de vista de vários personagens, não só os principais. A diagramação é ótima, as páginas são amareladas e a capa é linda! A obra também traz uma lista com os personagens e suas posições, o que é bom para não nos deixar perdidos.
Só não dei 5 corujinhas porque senti que essa é apenas a introdução da saga. As coisas só começaram a se desenvolver mesmo mais pro final do livro. Por isso, acredito que o próximo será mais movimentado e com muitas reviravoltas, onde a narrativa realmente irá deslanchar.

6 comentários:

  1. Poxa que pena que vc não gostou, ouvi muitas coisas legais sobe esse livro e espero que quando eu goste quando comecar a leitura...

    Beijos,
    Lara - whoisllara.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas eu gostei demais, Lara! Até aumentei as corujinhas pro pessoal não pensar o contrário! kkkkkkk

      Excluir
  2. Adorei a resenha Mi! :)
    Eu estou LOUCO para ler esse livro *-*
    Vejo tanta gente falando bem dele. Bom que já tem até o segundo, daí não bate tanta curiosidade haha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas depois de ler o segundo, que é muito melhor que esse, a curiosidade é enoooorme! kkkkk

      Excluir
  3. Eu tenho esse livro e quero muito começar a ler.
    Achei ele lindo, não só a capa mas o mapa e todos os detalhes.
    Ah, eu odeio quando o primeiro livro de uma saga é apenas uma base, pra história realmente começar no próximo. Bom, vamos ver :)

    http://cheirinhodolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Normalmente eu não gosto tb não, mas esse é bem legal!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...