17.3.14

1001 livros para ler antes de morrer

Um Estranho no Ninho foi escrito por Ken Kesey e relata a história de McMurphy, que é preso e, para fugir dos trabalhos da prisão, resolve fingir-se de louco. A obra trata de várias questões, entre elas a saúde mental, isolamento e atenção a pessoas com transtornos mentais. Ainda não li esse clássico, mas é um assunto que me interessa bastante e com certeza, será uma das minhas futuras leituras.


Quotes da obra:

"Eu tinha de continuar fingindo que era surdo, se quisesse continuar a ouvir".

"(...) Tudo aquilo que deveria ser normalizado para que o sistema social pudesse se reproduzir com indivíduos conformistas e obedientes."

"Todas as terças-feiras pela manhã eu me encaminhava para o hospital em Menlo Park, Califórnia. Era levado pelo médico para um quartinho, tomava umas pílulas ou bebia um suco amargo e era trancado lá dentro. A cada quarenta minutos ele voltava para checar se eu continuava vivo, aplicava uns testes, fazia algumas perguntas e saía. Nos longos intervalos entre essas visitas, eu ficava observando o funcionamento da minha mente ou olhando pela janelinha gradeada da porta."

"A imaginação é capaz de atravessar qualquer prisão."
 
"Saiam do meu caminho, as vezes quando vou exercitar uso todo o ar das redondezas, e homens adultos desmaiam de sufocação, cheguem para trás."

"A próxima mulher que sair comigo, vai acender como um fliperama."

"Ela não acusa. Ela precisa apenas insinuar, insinuar qualquer coisa, entende? Não reparou hoje? Ela chama um homem até a Sala das Enfermeiras e lá o interroga sobre um lenço de papel que foi encontrado debaixo da cama dele. Nada mais, apenas interroga. E ele se sentirá como se estivesse mentindo para ela, qualquer que seja sua resposta. Se alega que estava limpando uma caneta, ela diz ‘Eu sei, uma caneta’, ou se ela afirma que estava resfriado, limpando o nariz, ela diz ‘Eu sei, resfriado’, e balança a cabecinha grisalha bem penteada e sorri seu sorrisinho limpo e vira se perguntando apenas para que diabo foi que ele usou o lenço de papel. – Ele recomeça a tremer e os ombros tornam a se dobrar em sua volta. – Não, ela não precisa acusar. Ela é um gênio em insinuações."

"Afinal, quem são os verdadeiros loucos e insanos? Quem são as pessoas realmente perigosas?"

6 comentários:

  1. Oieee sou louca pra ler esse livro, ja ouvi falar muito bem dele e algumas pessoas me recomendaram. Deicidio: ja vai pra minha wish list desse ano hehe

    beijão ;)
    Paulinha
    http://estante-dos-sonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. De uns 15,00 até uns 25,00, Leão... Barato, né?!

      Excluir
  3. Já vi o filme baseado neste livro! :)
    Gostei muito!
    Beijinhos!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...