11.4.14

Resenha: A Revolução dos Bichos


A Revolução dos Bichos - George Orwell
152 páginas


"1. Qualquer coisa que ande sobre duas pernas é inimigo.
2. Qualquer coisa que ande sobre quatro pernas, ou tenha asas, é amigo.
3. Nenhum animal usará roupas.
4. Nenhum animal dormirá em cama.
5. Nenhum animal beberá álcool.
6. Nenhum animal matará outro animal.
7. Todos os animais são iguais."
 

A Revolução dos Bichos é o segundo livro de George Orwell que tive o prazer de ler, e digo prazer com P maiúsculo!
Ele narra a história dos bichos da Granja do Solar, os quais, insatisfeitos com o tratamento recebido por parte de Jones, dono do local, organizam uma revolta a fim de tomar a granja para si. Revolução bem sucedida, bichos no poder, é hora de viver o sonho da liberdade.
Agora a Granja do Solar deu lugar à Granja dos Bichos, que era coordenada pelos porcos Bola-de-Neve e Napoleão. Porém, trabalhar só para si e dividir os alimentos igualmente passa a ser uma utopia quando Napoleão arma um golpe contra Bola-de-Neve e se auto intitula líder dos animais.

Apesar das negações de Orwell, é incontestável a similaridade de sua história com o regime totalitário de Stalin na Rússia de 1945. Porém, eu diria que a crítica do autor vai muito além da situação soviética, atacando também qualquer regime contrário à democracia. Brilhantemente, ele une realidade e ficção, narrando o processo de implantação do comunismo por meio dos bichos.
Entre as analogias que pude perceber, a mais clara foi a de representar o proletariado através de Sansão, o cavalo que se colocava como inferior por ser menos instruído e vivia para o trabalho. Apesar de ser extremamente explorado, ele não enxergava essa situação e seguia fielmente seu líder, sem contestar uma palavra.
Também é interessante perceber as entrelinhas do texto de Orwell, por exemplo, no que diz respeito a constatação de que só há um herói quando também há um vilão que o justifique. No caso de A Revolução dos Bichos, Bola-de-Neve é o vilão criado por Napoleão, e leva a culpa até por estragos causados por fenônomenos naturais. Enquanto isso Napoleão finge ser o salvador da Granja dos Bichos, que promete manter os animais longe das terríveis garras de seu vilão inventado.
 
Assim como ocorre na vida real, o livro acompanha a trajetória de seres corruptos, os quais enganam o povo prometendo igualdade, mas que, na primeira oportunidade, mostram que tais promessas tinham o único intuito de dar-lhes o poder. Aqui, inclusive, cabe citar um trecho de uma música dos Engenheiros do Hawaí que, depois de ter lido esse livro, imagino que tenha sido inspirada por sua história, e diz: “São todos iguais, e tão desiguais. Uns mais iguais que os outros.” 
Nós vivemos as manipulações nos resultados das estatísticas que Orwell apresenta em sua obra, vivemos as leis que parecem só valer para alguns, vivemos a exploração do trabalho, vivemos uma sociedade onde alguns têm muito e poucos não têm quase nada. Portanto, qualquer semelhança entre a Granja do Solar - não seria dos Bichos? - e a sociedade atual não é mera coincidência.
 
A conclusão que tirei ao final da leitura foi a de que nem quatro, nem duas pernas, o que vale é o caráter de quem anda sobre elas.
 

16 comentários:

  1. Sua resenha só aumentou mais a minha vontade de ler A Revolução dos Bichos, ou melhor, de ler George Orwell!

    Gosto de livros que tem essa coisa de mensagens escondidas, que só aqueles focados na história e atenciosos conseguem namorar uma coisa com a outra (distopia ><) Ah, e eu estimei sua conclusão, você está cada vez melhor com as palavras, quando vai parar? RsRs

    "nem quatro, nem duas pernas, o que vale é o caráter de quem anda sobre elas."

    GabryelFellipeealgo.blogspot.com
    El Costa - Confins Literários

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia George Orwell sim, Byel, acho impossível alguém não gostar pq o cara era um gênio! :) E obrigada pelo "cada vez melhor com as palavras"! Fiquei me achando aqui! hehe

      Excluir
  2. Parece ser bem legal esse livro! Já tinha visto mais não me interessava, agora até animei rsrs.
    Abraços!

    Catrine - Cloud Of Dreams
    http://cloudofdream.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Muito legal. Está aí um livro que vou incluir na minha lista e pegar na biblioteca.

    abraços
    Teorias do Leão da Montanha
    Curta: Teorias do Leão da Montanha

    ResponderExcluir
  4. Hey Michelly! O meu professor de Geografia disse que me emprestaria esse livro semana passada. Estou esperando até hoje. Já estava louca pra ler, mas depois dessa resenha, não sei se posso esperar muito tempo.
    Um abraço,
    Emilly
    http://agalileu.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cobra ele, Emilly! Falou que vai emprestar, já era! hehe

      Excluir
  5. Todo mundo fala super bem desse livro, Orwell é um dos autores que eu desejo ler faz tempo rsrs.
    Adorei a resenha Mi!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Passa ele na frente então e lê logo, Biel!!! kkkkk

      Excluir
  6. Gostei, não conhecia.

    Beijos, G.R ♥
    http://gabriellyrosa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Minha mãe me deu esse livro neste mês e eu estou louca para ler, principalmente porque sei do que se trata agora, ótima resenha, adorei!

    http://www.whoisllara.com/

    ResponderExcluir
  8. Adorei a tua opinião e quero muuuuito ler este livro em breve! :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lê e vem aqui me contar se gostou, tá?! ;)

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...