18.5.14

1001 livros para ler antes de morrer

Gabriel García Márquez é um cultuado autor colombiano que nos deixou no dia 17 de abril desse ano. Foi um dos escritores mais traduzidos no mundo, com mais de 40 milhões de livros vendidos em 36 idiomas. Também ganhou vários prêmios, entre eles o Nobel de Literatura, em 1982, pelo conjunto da obra, a qual inclui o livro que indico hoje: Cem Anos de Solidão.


Quotes da obra:

"As coisas têm vida própria. Tudo é questão de despertar a sua alma."

"Optaram por não voltar ao cinema, considerando que já tinham o suficiente com seus próprios sentimentos para chorar por infelicidades fingidas de seres imaginários."

"(...) até uma tarde de março em que Fernanda quis dobrar os seus lençóis de linho no jardim e pediu ajuda às mulheres da casa. Mal haviam começado, quando Amaranta advertiu que Remédios, a bela, chegava a estar transparente de tão imensamente pálida.
- Você está se sentindo mal? - perguntou a ela.
Remédios, a bela, que segurava o lençol pelo outro extremo, teve um sorriso de piedade.
- Pelo contrário - disse- nunca me senti tão bem."

"Tantas flores caíram do céu que as ruas amanheceram atapeadas por uma colcha compacta e eles tiveram que abrir caminho com pás e ancinhos para que o enterro pudesse passar."

"A atmosfera estava tão úmida que os peixes poderiam entrar pelas portas e sair pelas janelas, navegando no ar dos aposentos."

"Entretanto, antes de chegar ao verso final já tinha compreendido que não sairia nunca daquele quarto, pois estava previsto que a cidade dos espelhos (ou das miragens) seria arrasada pelo vento e desterrada da memória dos homens no instante em que Aureliano Babilonia acabasse de decifrar os pergaminhos e que tudo o que estava escrito neles era irreptível desde sempre e por todo o sempre, porque as estirpes condenadas a cem anos de solidão não tinham uma segunda oportunidade sobre a terra."

4 comentários:

  1. Parece bastante legal esse livro tudo que mistura uma narrativa fantástica com romance me agrada =)
    http://cloudofdream.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. "A atmosfera estava tão úmida que os peixes poderiam entrar pelas portas e sair pelas janelas, navegando no ar dos aposentos."
    Essa descrição foi fantástica!
    Quero muito ler esse livro, assim como todos os outros dele.

    Beijos!
    http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...