31.12.14

Mais Uma Página: retrospectiva 2014 - parte III

Adeeeus ano velho, feliiiz ano novo, que tudo se realize no ano que vai nascer! :) E finalmente chegou o último dia de 2014, um ano que foi de grandes mudanças em minha vida, todas elas boas, graças a Deus! Agora chegou o momento de fazer um apanhado de todas as minhas leituras do ano e tirar minhas conclusões sobre elas, mas, claro, eu quero que vocês embarquem nessa comigo!

Leituras inéditas
Releituras

Em 2014 li 53 livros, dois a menos que em 2013. Ao todo, foram 46 livros inéditos e 7 releituras. E por falar em releituras, consegui atingir um objetivo que já tinha há algum tempo, que era mergulhar novamente em Hogwarts. Pois mergulhei, e mergulhei fundo! Revivi todas as emoções da primeira leitura da saga e descobri que embarcar novamente numa história tão importante pra nós é uma experiência incrível! Agora quero reler As Crônicas de Gelo e Fogo também.

Assim como na retrospectiva do ano passado, respondi um questionário relacionado às leituras do ano (melhor, mais criativa etc) e é isso que passo a mostrar à vocês agora! Espero que gostem.


O melhor livro que li em 2014: A Primavera Rebelde foi lido lá no comecinho do ano, foi minha 2ª leitura de 2014, e conquistou meu coração de forma irremediável. Como todos sabem, eu amo fantasia épica, portanto, não é de se estranhar que eu tenha escolhido um livro desse gênero como a melhor leitura do ano. Ele faz parte da série Queda dos Reinos, cujo primeiro livro também é incrível e o terceiro vou ler no comecinho de 2015. Quem sabe ele também não será minha escolha de melhor livro do ano que vem, hein?!

O melhor livro nacional: pois é, aí que tá o problema atual da minha vida literária. Ando lendo pouquíssimos nacionais, o que tem me incomodado bastante. Mas já adianto pra vocês que pretendo melhorar isso no próximo ano. Contudo, entre os poucos nacionais que li, o que mais se destacou foi As Duas Faces do Destino, de Landulfo Almeida. São mais de 480 páginas de conspirações, mistério, ficção científica e romance. Tenho o prazer de ter o Landulfo como parceiro do blog, e, além de ótimo escritor, ele tem um projeto super bacana que está suspenso temporariamente, mas que faço votos para que volte com tudo, porque tem muita qualidade e é disso que o universo literário precisa!

A saga que me conquistou: comecei ótimas sagas esse ano, como Gone, Só Perguntas Erradas e a própria Queda dos Reinos, que trouxe meu favorito de 2014. Mas, definitivamente, a saga que me conquistou foi Maze Runner. Custei pra começar a ler esses livros. Quando comecei já tinha até saído o filme, que eu só assisti depois de ler o primeiro livro pra não estragar as surpresas da leitura. Mas já nas primeiras linhas de Correr ou Morrer, me apaixonei. O suspense é tanto que quase me mata de curiosidade! Estou no terceiro livro e espero que a saga tenha um final digno, que traga as respostas que tanto quero.

O livro que me fez refletir: esse ano descobri uma coisa importante... Eu, definitivamente, não gosto de romances melosos, e vou parar de teimar em ler coisas desse gênero. Por outro lado, percebi que o drama me agrada demais! E percebi isso isso porque li ótimos dramas e, pra mim, a diferença deles para o romance, é que são bem mais profundos e me fazem refletir sobre aspectos importantes de minha vida. Dito isso, o livro que me proporcionou mais momentos filosóficos foi Cartas de Amor aos Mortos, uma história linda e cheia de lições.

O livro que me decepcionou: preciso dizer? Convergente, né! Acho que já esgotei meu repertório de reclamações com relação à esse livro, de tanto que ele me decepcionou. E eu não digo isso por causa da morte de um dos personagens, tanto porque eu sou fã de Martin, o que significa que meu coração está preparado para esse tipo de coisa. O que Veronica fez de errado, na verdade, está entre a página 1 e a 526. Desenvolvimento ruim e falta de diferenciação entre as narrativas de Tris e Tobias, são só alguns exemplos da tragédia. Além disso, ela deu uma explicação porca sobre o mundo distópico criado e optou pelo caminho mais equivocado possível a fim de chocar os leitores. Choque mesmo acabou sendo o fato de que uma autora que escreveu os brilhantes Divergente e Insurgente, também tenha escrito o fiasco que foi Convergente.

O livro que me surpreendeu: aqui não tem como responder outra coisa que não seja, Mentirosos. Eu fiquei completamente pasma com aquele final. Fui surpreendida a ponto de reler uma parte do livro 3 vezes pra ter certeza de que não tinha entendido errado. Até meu namorado, que estava do meu lado, ficou curioso pela história do livro, tamanho foi o meu escândalo quando li a tal cena. Adorei ser surpreendida daquela maneira, pois é isso o que espero das minhas leituras, fortes emoções!

O livro mais criativo: criatividade deveria ser o segundo nome de George Orwell. Ele já havia me ganhado com 1984, que é uma obra prima. Esse ano ele me fascinou com outro livro, A Revolução dos Bichos. Até onde vai a imaginação de um homem que faz uma crítica ferrenha aos governos totalitários através de uma inocente fábula para crianças? Orwell é gênio supremo e ponto final.

A capa mais bonita: em 2014, minha estante ganhou novos moradores com capas bem caprichadas... Alguns exemplos disso são Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo, Quando Você a Viu Pela Última Vez? e As Mentiras de Locke Lamora. Mas minha escolhida é a belíssima capa de Voos e Sinos e Misteriosos Destinos. Basta dar uma olhada nela que você vai concordar comigo.

A frase que não saiu da minha cabeça: assim como ano passado, também escolhi uma frase de um livro de George Orwell. Dessa vez foi A Revolução dos Bichos. "Todos os animais são iguais, mas alguns são mais iguais que os outros".

O(a) personagem do ano: me apeguei muito a Magnus, de Queda dos Reinos, e tenho gostado cada dia mais do rumo que ele está tomando. A construção do personagem é muito sólida e suas atitudes nunca me decepcionam. Ele vive numa luta constante entre o bem e o mal dentro de si, é apaixonado pela irmã e não consegue praticar injustiças, mesmo que seja para agradar ao pai. Pra mim, Magnus é o rei que Mytica merece!

O casal perfeito: o casal que escolhi nos mostrou o nascimento de um sentimento verdadeiro, que começou com uma bela amizade e foi se transformando em muito mais. Junto com os personagens, pudemos acompanhar as dúvidas, a negação e o medo, mas também vimos companheirismo, fidelidade e amor. Não um amor que é tão fácil de ser sentido que se torna fugaz. Esse é um amor de verdade, que teve que superar obstáculos difíceis de serem ultrapassados, e quando chegou foi com a força de um furacão, mostrando não só aos tais jovens apaixonados, mas também aos leitores, que a melhor forma de amar é amar sem medida. Estou falando de Aristóteles e Dante. Ah, e se você ficou chocado com minha escolha, que tal rever seus (pre)conceitos lendo esse livro maravilhoso?

O autor revelação: sem dúvida a maior revelação do ano foi a americana E. Lockhart. Li seus dois livros lançados no Brasil e amei os dois. E o mais incrível é que ambos são completamente diferentes entre si e cada um me conquistou à sua maneira. Enquanto em O Histórico Infame de Frankie Landau-Banks temos uma narrativa alegre e uma história super divertida, em Mentirosos ela nos brinda com um clima de suspense e um texto mais melancólico. Acertou nos dois e eu já decidi que vou ler tudo que ela lançar no Brasil!

E essas são os meus destaques de 2014! Talvez alguns de vocês repararam que eu disse lá em cima que reli os 7 volumes de Harry Potter, porém eles não apareceram nas respostas, mas eu explico. Não há disputa possível com Harry Potter no meu coração, ele é ours concours! Então não seria justo considerá-los, senão ganhariam como melhor livro, melhor personagem, melhor frase, melhor tudo! Aí só considerei as leituras inéditas, ok?!

Agora só me resta desejar a vocês um ano novo repleto de realizações e com muita saúde. Que os dias de 2015 sejam abençoados e que os livros que vocês leiam sejam os mais legais do mundo! Quero aproveitar pra agradecer a cada visita e a cada comentário de todos vocês. Tudo que faço aqui é pensando em agradá-los, pois vocês merecem, já que o retorno que me dão é incrível. Me sinto realizada por ter vocês aqui, mesmo aqueles que só vem de vez em quando. Todo o meu carinho hoje e nos 365 dias do ano que está chegando! Continuem comigo, hein?! Beeejo!

FELIZ ANO NOVO!!!

4 comentários:

  1. Olha primeiramente tenho que te dar os parabéns pela suas leituras, porque pelo que vi foram ótimas e gostei da maneira que você fez sua retrospectiva respondendo cada frase, porque assim dá para ter uma ideia dos livros que mais te marcaram de alguma maneira. Nossa, eu estou doida para ler vários dos livros que vc leu e que ainda não tive oportunidade. Espero que em 2015 eu consiga, até porque agora vou usar a minha coluna THE BOOK JAR para sortear livros e assim não vou ter escapatória a não ser ler mesmo hahahaha....Mas enfim...Espero de coração que em 2015 vc leia muito mais e venha ganhar ainda mais livros viu?

    Linda, estou seguindo o seu blog.
    Adorei seu cantinho
    beijinhos

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que vc gostou, Silvania! Tomara que em 2015 vc consiga ler tudo o que quer!

      Excluir
  2. Eu adorei a retrospectiva!
    Eu já perdi a conta de quantas vezes já li o primeiro livro de HP ou outros aleatoriamente, quando comprar a coleção, quero ler todos eles novamente certinho, nada como sempre voltar para hogwarts "que sempre estará de postar abertas para aqueles que mais necessitarem".
    Eu sou louca pra ler esse livro do Aristóteles e Dante, deve ser tão perfeito, está no topo da minha lista de desejados.
    Beijos

    http://desfocandoideias.blogspot.com

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...