7.1.15

Ganhei um Nobel

Desde 1901, um escritor é escolhido a cada ano para ser agraciado com o maior prêmio literário do mundo, o Nobel de Literatura. Alfred Nobel, criador do prêmio, definiu que esse deve ser concedido para um autor que tenha produzido, através do campo literário, o mais magnífico trabalho em uma direção ideal, sendo entendido como trabalho não só a obra completa do escritor, mas também sua mentalidade, estilo e filosofias.
 
 
A responsável pela escolha e entrega do Nobel de Literatura é a Academia Sueca, composta por 18 membros, entre escritores, linguistas e professores. O anúncio do ganhador é feito todo início de outubro. Contudo, graças à Primeira e Segunda Guerras, esse prêmio não foi entregue nos anos de 1914, 1918, 1935, 1940, 1941, 1942 e 1943.

Dois escritores já recusaram a homenagem. O primeiro deles foi Boris Pasternak, em 1958, graças à pressão do governo soviético contra uma obra anticomunista de sua autoria. O segundo, no ano de 1964, foi o renomado Jean-Paul Sartre, o qual afirmou que aceitar o prêmio iria contra suas convicções filosóficas, visto que tal feito transformaria o autor em instituição.

Quando descobri tudo isso fiquei chocada com o quanto sou desinformada sobre o Nobel de Literatura, e me veio a dúvida se sou só eu ou se outros leitores também não têm muitas informações sobre esse, que é o prêmio literário mais importante do mundo. A partir dessa reflexão comecei a bolar um jeito de falar sobre isso de maneira descontraída aqui no blog, visto que é inegável a importância de que nós, amantes dos livros, conheçamos não só as histórias que estão nas páginas, mas também aquelas por trás delas.

Assim, decidi criar a coluna Ganhei um Nobel, a qual trará um autor premiado por vez, mostrando suas obras, falando um pouco sobre sua vida e contando porque, enfim, ele mereceu ser agraciado com esse prêmio. Esse foi só um post de apresentação, mas o próximo já terá um dos ganhadores como protagonista. Estou adorando escrever sobre isso, e espero que vocês gostem, na mesma proporção, de conhecer essas histórias! :)
 

6 comentários:

  1. Achei super criativa essa sua ideia, e pra ser bem sincera, eu nem sabia do Nobel da Literatura, eu vou simplesmente amar saber mais sobre isso, vou ir agora até a lista pra ver se tem algum autor que eu conheço. Sou muito curiosa, principalmente quando se trata desse tipo de coisa, acho que é porque envolve história, e tudo o que envolve história de certa forma eu amo. Vou continuar acompanhando esse seu projeto, e estou aguardando ansiosamente pelo próximo post.
    Beijos

    http://desfocandoideias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. caracas!!! recusar um prêmio nobel?!!!
    bom, essa coluna será ótima. eu mesmo não sei de quase nada sobre essa coisa toda - será ótimo me informar aqui no seu blog sobre esse assunto que todo o leitor deveria estar sempre a par.

    gabryel fellipe - quimeras mirabolantes

    ResponderExcluir
  3. Michelly, eu achei a ideia dessa coluna incrível porque é uma coisa que eu sabia que existia, mas não sabia como funcionava. Gostei demais dessa primeira postagem e já estou ansiosa por mais. Vou ficar aguardando! Beijos.

    http://livro-apaixonado.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...