21.5.15

Listas: livros que emocionam

Eu sempre digo que não gosto de mimimi, que prefiro batalhas medievais à declarações melosas de amor, porém isso não significa que meu coração seja de pedra! Existem, sim, livros sensíveis que me tocaram profundamente. Confesso que com relação aos romances prefiro os mais engraçadinhos, mas acreditem, adoro um drama!

Pois é sobre essas histórias que tocaram meu coração que falo agora. Então, se vocês estão procurando um livro pra se emocionar, vem comigo!

PS: não posso deixar de falar que a ideia desse post foi da minha irmã linda e gostosa, que sabe do meu gosto por sangue (só nos livros) e quis trazer um pouco de amor pro meu coração. :)

TOP 5: Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo

O drama adolescente escrito por Benjamin Alire Sáenz é muito mais que uma história de dois amigos que vão se descobrindo, mas também foi um tipo de libertação para o autor, que assumiu sua homossexualidade através dessa obra. Sendo assim, como poderia deixar de ser intenso e emocionante?

Leia a resenha.








TOP 4: Eu Sou Malala

A autobiografia de Malala Yousafzai conta como ela irritou o Talibã a ponto de quase ter sua vida ceifada pelo grupo. Defensora ferrenha do direito à educação das mulheres, a garota se sobrepôs a um sistema opressor e perigoso, dando discursos e incentivando as mulheres a buscar o estudo como fonte de prosperidade. Pra mim, Malala tornou-se um exemplo a ser seguido com sua história de vida tocante e cheia de lições.

Leia a resenha.






TOP 3: Cartas de Amor aos Mortos

Em Cartas de Amor aos Mortos, de Ava Dellaira, conhecemos a triste história de Laurel, uma garota marcada por uma tragédia que tirou a vida de sua irmã. Tudo nesse livro conspira para nos sensibilizar, desde a narrativa diferente, escrita através de cartas à celebridades que já morreram, até a forma como o acontecido vai sendo revelado aos poucos. Porém esse não é um livro que busca o drama pelo drama, mas permite a reflexão sobre o quanto nossa existência é efêmera, motivo pelo qual deve ser muito valorizada.

Leia a resenha.





 

TOP 2: A Cabana

As opiniões sobre essa obra são muito variadas, indo desde os que amaram até os que odiaram. Eu estou no primeiro grupo. Acredito que William P. Young escreveu um livro que deve ser lido no momento certo, o que depende de vários fatores para cada um. Felizmente eu encontrei meu momento certo, e o resultado foi que essa leitura significou um entendimento profundo sobre questões religiosas que eu trazia comigo. Ele não deve ser interpretado literalmente, nem traz respostas objetivas, mas te possibilita encontrar aquilo que estava perdido dentro de você.

Leia a resenha.



TOP 1: A Culpa é das Estrelas

Como não poderia deixar de ser, a obra que mais me emocionou até hoje foi a história de Hazel e Gus, único livro que me fez chorar. É um sick lit adolescente pra adulto nenhum botar defeito. O mais tocante do livro é o fato dele falar da realidade pura e simples. As pessoas adoecem, sofrem, morrem. Mas o que existe além das histórias tristes? O que John Green faz, de forma brilhante, é nos mostrar que por traz de toda dor existe uma vida que pode, sim, ser bem vivida, mesmo com todas as limitações que uma doença grave impõe.

Leia a resenha.





4 comentários:

  1. A Culpa é das Estrelas eu não cheguei a chorar com o livro, mas com o filme com certeza. Não sei se é porque a gente vê a história toda de uma vez aí acabou me abalando mais! Primeira vez que chorei no cinema hehe

    Beijo,
    http://portaoazul.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc acredita que eu consegui me segurar no filme? Acho que já tinha tanta gente soluçando do meu lado no cinema que acabei perdendo a vontade de chorar! hehe

      Excluir
  2. Nunca li nenhum desses, mas quero ler Aristóteles, Malala e o do John Green ^_^
    Beijo!
    Eduarda, do Maquiada na Livraria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os três são incríveis, espero que você goste!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...