28.6.15

Eu sou fantástico: Titãs

Quem aí gosta de mitologia grega vai amar o post de hoje, sabe por quê?! Porque o Eu Sou Fantástico de hoje vai falar sobre uma das figuras principais dessa mitologia, os temíveis Titãs.


No início dos tempos surgiram 12 divindades as quais seriam os ancestrais dos futuros deuses olímpicos e, por conseguinte, dos mortais. Essas divindades eram os Titãs, nascidos da união entre Urano e Gaia. Urano representava o céu, Gaia, a terra. Juntamente com outros seres, eles ajudaram na criação do mundo, segundo a mitologia grega. Acontece que, quando nada ainda existia, Urano fazia seguidos filhos em Gaia, porém, por não se afastar dela, esses filhos ficavam presos em seu ventre. Eis que Gaia incentivou Cronos, que era um desses filhos, a decepar os órgãos genitais de Urano para que esse se afastasse dela. Assim, céu e terra foram separados, surgindo vida para o mundo.

Híbridos, os Titãs eram metade humanos, metade deuses, e além disso podiam se transformar em animais. Sua dominação sobre o mundo só teve fim quando os deuses do Olímpo, que a propósito eram filhos dos Titãs, os derrotaram.


Mas vocês devem estar se perguntando: quais, afinal de contas, eram esses Titãs?

Cronos, já apresentado, depois de decepar os genitais de seu pai, passou a reinar no mundo. Ele era o mais novo dos irmãos e é representado com uma foice na mão. Casou-se com uma de suas irmãs, Réia, e à medida que ia tendo filhos, os engolia para que nunca desafiassem seu poder - como ele próprio fez com Urano. Porém Zeus escapou, com a ajuda de sua mãe, cresceu, tornou-se forte e deu uma poção para que Cronos vomitasse todos os seus irmãos. A partir daí começou a guerra onde os deuses derrotariam os Titãs. Cronos e seus aliados foram presos para sempre no Tártaro.

Réia, que também já foi introduzida aqui, era irmã e mulher de Cronos. Ela salvou Zeus de ser engolido por seu pai dando uma pedra para que ele engolisse no lugar do filho. Essa Titã também foi mãe de Poseidon, o deus do mar, e de Hades, o deus do mundo subterrâneo.

Oceano era o mais velho, sendo comumente representado por um rio que corria em volta de toda a Terra. Ele foi o responsável por dar vida a todos os rios, riachos e fontes existentes.

Jápeto foi pai de Atlas, responsável por enfrentar Zeus na grande guerra que tomou o poder dos Titãs. Como castigo Atlas foi condenado a carregar o mundo nas costas. Outro filho de Jápeto foi Prometeu, o criador dos mortais.

Têmis é a deusa da justiça e da sabedoria, responsável por inventar os oráculos e rituais religiosos. Foi a segunda esposa de Zeus, sendo chamada também de deusa das profecias até o nascimento de Apolo.

Mnemósine foi a quinta esposa de Zeus, tendo com ele as nove Musas, deusas da literatura e da artes. Ela era a deusa da memória.


Entre os menos explorados estão Ceos, cuja maior importância é ser avô de Apolo, o deus das profecias, medicina e música, e de Ártemis, a deusa da caça; Febe, conhecida como "a luminosa" e avó de Apolo e Ártemis; Crio, que se casou com Euríbia, sua meia-irmã, filha de Gaia com Ponto, outra divindade que representava o mar; Hipérion, identificado com as forças solares; Téia, casada com Hipérion e mãe de Hélio, Selene e Éos, que são respectivamente o Sol, a Lua e a Aurora; Tétis, deusa da fertilidade que se uniu à Oceano e teve milhares de filhos.

Etimologicamente, a palavra titã significa rei ou soberano. Muito adequado, né? Agora resta saber o que vocês pensam dessas criaturas, que são mesmo fantásticas!

6 comentários:

  1. Sou doido por mitologia! Adorei seu post e já estou seguindo o blog!!

    Um abraço!

    http://bravuraliterariablog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Muito boa qualidade o post, gosto bastante de mitologia grega. Excelente o blog

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...