21.6.15

Ganhei um Nobel: Elfriede Jelinek

Prêmio Nobel de Literatura 2004: Elfriede Jelinek "pelo seu fluxo musical de vozes e contra-vozes em novelas e peças que com extraordinário zelo linguístico revelam o absurdo dos clichês da sociedade e o seu poder subjugante".


Elfriede Jelinek nasceu na Áustria, no dia 20 de outubro de 1946, filha de Olga Ilona e Friedrich Jelinek. Criada em Viena, teve muitos parentes vítimas do Holocausto, estudou em um convento e foi influenciada por sua mãe a estudar música. Assim, aprendeu piano, órgão, guitarra, violino e viola. Graduou-se no Conservatório de Viena e estudou história da arte e do teatro na Universidade de Viena.

Infelizmente, ao ser acometida por um transtorno de ansiedade precisou abandonar seus estudos e se isolou na casa dos pais durante um ano. Nesse período começou a escrever como forma de terapia, o que resultou em sua primeira obra, Lisas Schatten, a qual também lhe trouxe seu primeiro prêmio literário, no ano de 1969.

Com seu transtorno controlado, tornou-se uma ativista política focada no feminismo, o que fica aparente em suas obras. Muitas vezes seus textos são considerados obscenos e cheios de escárnio, o que irrita a muitos críticos, porém não foi suficiente para impedir a carreira de sucesso de Elfriede como escritora.

Casou-se em 12 de junho de 1974, com Gottfried Hüngsberg. Dessa união não foram gerados filhos.

Seu trabalho era praticamente desconhecido fora dos países de língua alemã antes de Jelinek ser laureada com o Nobel, o que a possibilitou alçar novos voos, ganhando mundo. Sua escrita é bastante inspirada por autores austríacos, como Ingeborg Bachmann, Marlen Haushofer e Robert Musil. Outra influência da autora são seus dogmas políticos focados na filosofia do Partido Comunista.

Segundo estudos realizados sobre a escritora, podemos constatar três focos de suas obras: a sociedade de consumo capitalista que transforma pessoas em mercadoria, a herança deixada pelo fascismo na Áustria e a exploração e opressão das mulheres na sociedade atual.

Entre suas obras lançadas em inglês estão The Piano Teacher : a Novel; Wonderful, Wonderful Times; Women as Lovers, entre outros. No Brasil, seu primeiro livro publicado foi A Pianista, cujo lançamento ocorreu em 2004, logo após ela ser anunciada como a ganhadora do prêmio mais importante da literatura. Outra obra da autora que encontramos nas livrarias brasileiras é Desejo.

Ganhadora de vários prêmios importantes, Elfriede Jelinek não compareceu para receber seu Nobel por causa de seu transtorno psicológico.

Confesso que fiquei muito curiosa para ler A Pianista e descobrir o porquê de tanta polêmica sobre as obras da autora. Assim que eu fizer isso, conto pra vocês o que achei. Espero que também tenham ficado curiosos e se aventurem pelo mundo crítico de Jelinek!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...