30.7.15

Entrevista com Rennan Andrade

Vocês lembram que contei sobre o lançamento do livro nacional A Luz de Cada Mundo, escrito pelo Rennan Andrade? Pois então, tanto o formato digital quanto o físico já foram lançados e ele está empenhado na divulgação. Sendo assim, fiz uma entrevista com o autor para que vocês conheçam um pouco mais sobre ele e sua obra.

Fale um pouco de você para os leitores.
Eu sou uma pessoa que possui fé; eu não gosto muito de adotar aquela pose pessimista, até porque no fundo no fundo eu sou uma pessoa que sempre acredita que as coisas podem dar certo de um jeito ou de outro. Claro que às vezes não realmente não dá certo, mas não custa nada sonhar...
Os meus amigos me classificam como "doido" "criativo" e "meigo". Eu super concordo na parte do "doido" (risos)

O que te inspirou a começar a escrever? 
Ler. Ler foi o que me inspirou a começar a escrever, pois eu amo criar histórias tanto quanto amo ver uma boa delas.
Eu comecei lendo fanfics quando eu tinha treze anos, e no mesmo ano eu comecei a escrever as minhas próprias... Claro que não foram o meu melhor trabalho, mas eu acho que melhorei muito nesses últimos dois anos e meio.


Conte-nos um pouco sobre de onde surgiu a ideia para A Luz de Cada Mundo. Do que se trata o livro?
Se trata de dois jovens unidos pelos poderes da magia. O Ryze é bem quieto, mas eu nunca diria que ele é tímido, ele é só meio antissocial... E a Chloe é mais bem-humorada, ela é bem realista, otimista e positiva, tudo ao mesmo tempo; acho que, dos dois, é mais fácil se apaixonar primeiro por Chloe, enquanto o gosto pelo Ryze vai se desenvolvendo ao longo da leitura...
Enfim. Eles são os portadores da magia do século XXI, e precisam viajar diversos mundos a fim de derrotar os representantes do imperador da magia negra, Ronan, e restaurar a fé dos representantes da luz.

Você diz na sinopse que ele reúne elementos de vários gêneros, sendo assim, como você o classificaria?
Eu classificaria A Luz de Cada Mundo como um livro de fantasia que abrange um publico maior do que apenas o do gênero. Por exemplo, se alguém quiser começar a ler o gênero de fantasia, eu acho que A Luz de Cada Mundo realmente é um bom lugar para se começar isso, mas quem já é leitor do gênero já pode fazê-lo.
Mas se eu fosse explicar em categorias, diria que A Luz de Cada Mundo é um livro de contemporary fantasy com elementos de high e low fantasy, ainda possuindo o drama, o RPG e o romance como guiadores para a história.

Já há algum novo projeto literário em mente?
A Luz de Cada Mundo II. Com certeza eu o farei e o lançarei em algum momento entre 2016 e 2017! Já tenho ideias para novos mundos, para novas histórias em antigos mundos, já até um subtítulo! No entanto, talvez não seja o meu próximo livro, até porque eu quero me abrir para mais projetos e deixar este descansar um pouco.

Quais autores você usa como referência? Tem algum preferido?
Nicholas Sparks e Gayle Forman têm o meu amor incondicional. Eles são incríveis, escrevem super bem, mas não serviram como a principal influência para A Luz de Cada Mundo. Acredito que o livro têm mais influências da minha mente perturbada do que de escritores profissionais, se é que me entendem (risos)

Quais obras, além da sua, você indicaria para os leitores do blog?
Duas obras que eu terminei de ler a pouco tempo e que eu adorei foram A Playlist de Hayden da Michelle Falkoff, um mistério bem dramático muito bem elaborado, simples e próprio para quem gosta de uma boa narrativa, e O Encantador de Flechas do meu quase chara Renan Carvalho, que eu considero um dos melhores livros de fantasia do mercado brasileiro atual.

Qual mensagem você deixa para quem deseja se tornar escritor algum dia?
Vocês são capazes de chegar lá! Mas apenas com muito esforço. A Luz de Cada Mundo também se reflete no esforço para atingir os seus objetivos, no livro mesmo o leitor se depara com vários personagens que estão começando a perder a fé em seus objetivos, os chamados "representantes da luz", e é parte da missão de Ryze e Chloe devolver essa fé a eles. Minha dica é: sejam como Ryze e Chloe, não necessitem de alguém para lhes devolver a fé, esbanjem fé para dar e vender, pois se você tem esperança nas ideias que você tem para um livro, um roteiro, uma fanfic que seja, um terço do seu trabalho já foi concluído, isso você pode ter certeza.

Caso tenham se interessado, a versão digital de A Luz de Cada Mundo pode ser comprada aqui e aqui, e a versão física, aqui, aqui e aqui. O autor também disponibilizou os primeiros capítulos aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...