14.8.15

Resenha: A Extraordinária Viagem do Faquir que Ficou Preso em um Armário Ikea


A Extraordinária Viagem do Faquir que Ficou Preso em um Armário Ikea - Romain Puértolas
256 páginas


"Por amigo, ele entendia qualquer pessoa que não ficasse chocada ao encontrá-lo dentro daquele armário. Por inimigo, todos os demais: empregados da Ikea, policiais, a eventual compradora do armário, o eventual marido da eventual compradora, voltando do trabalho e achando um indiano de meias dentro do novo armário."


Ajatashatru Ahvaka Singh (pronuncia-se acha já a tua vaca) é um faquir trapaceiro que, alegando problemas de saúde, conseguiu dinheiro com sua comunidade para, na verdade, ir à França comprar uma cama de pregos (camådepregöså) da Ikea. Munido de uma nota de 100 euros impressa só de um lado, ele parte para o início de uma aventura mundo afora a qual ele nem imaginava que viveria.
Assim que chega na França, Ajatashatru já aplica seu primeiro golpe ao pagar o taxista com a nota falsa e depois a puxa de volta com um fio transparente. Tudo isso, claro, o taxista só vai perceber horas depois, o que fará com que ele passe a perseguir o faquir em busca de vingança.
Enquanto isso, na Ikea, o indiano é atendido por um sósia de Elton John e conhece Marie, uma francesa com rosto de boneca que se mostra bastante interessada nele. Mas Ajatashatru está decidido a cumprir sua missão sem deixar que nada o destraia, então acaba deixando a linda moça de lado, não sem antes anotar seu telefone, obviamente.
Como ele teria que esperar até o outro dia para pegar a cama, e não tinha onde ficar (nem dinheiro para pagar um hotel), resolveu dormir na Ikea mesmo. Acontece que, durante a noite, Ajatashatru se assustou com a chegada de alguns funcionários da loja e se escondeu dentro de um grande armário que, coincidentemente, seria despachado para a Inglaterra naquele momento.
Assim, o faquir é despachado para seu primeiro destino, numa saga que passará por mais 3 países e acabará por ensinar várias lições ao indiano trapaceiro.

Recebi o livro de Romain Puértolas como um presente surpresa da Editora Record, portanto não sabia o que esperar dele. Lendo a sinopse imaginei que se trataria apenas da aventura de um faquir golpista através dos quatro cantos do mundo, porém, para o bem e para o mal, não foi isso que encontrei.
A parte boa dessa história é a escrita fluida apresentada pelo autor e as lições que nós acabamos por aprender junto com Ajatashatru. Durante sua peregrinação por 5 países, o personagem principal vai moldando sua personalidade e aprendendo que uma vida digna vale muito mais do que uma dedicada a todo tipo de trapaça.
Já a parte ruim foi que não me identifiquei com o humor de Puértolas, o que não me proporcionou tanta diversão quanto a sinopse prometia. Por exemplo, durante todo o texto ele traduz os nomes indianos através de expressões curiosas na nossa língua (Ajatashatru Ahvaka como acha já a tua vaca, Dhjamal como dia mal, Haashim como atchim...), com o intuito de ser engraçado, e até é, porém a repetição desse recurso durante todo o livro fez com que isso acabasse perdendo a graça.
Também esperava mais dos lugares por onde o faquir passou, achei que ele rodaria mais mundo afora mas ele visita apenas 5 países. Outra coisa é que eu queria que ele fosse despachado no armário por todos os lugares, como num pastelão, mas não é isso o que acontece.

Um recurso interessante utilizado pelo autor foi escrever um livro dentro do livro. Calma, vou explicar. Ajatashatru decide escrever um livro com o título de Deus Viaja de Táxi e nós podemos ler essa história durante a narrativa central. O mini romance, em si, não me cativou, mas essa iniciativa do autor foi muito legal.
A viagem do faquir trouxe ensinamentos muito válidos, entretanto não me divertiu como se propôs. Resumindo, gostei do drama, mas não achei graça da comédia.

12 comentários:

  1. A resenha ficou muito bacana! Adorei!
    Mas infelizmente esse tipo de escrita não me agrada muito :/

    Beijos ♥
    www.naoleia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Pois é, nem a mim ele agradou muito... hehe

      Excluir
  2. Não conhecia esse livro. Mas, confesso que achei a capa bem interessante.
    Espero que se um dia ler, não me arrependa.
    http://quetal-carol.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. hahaha Parece um livro divertido. Também não conhecia...

    Beijos!
    http://postandotrechos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é muito o meu tipo de humor preferido, mas já vi pessoas que gostaram muito!

      Excluir
  4. Oii, tudo bom?
    Primeiramente o que me chamou a atenção nesse livro foi a capa, depois o título enoooorme, haha, e então o nome do protagonista (muito engraçado). Não é um livro que faz o meu estilo, mas fiquei curiosa pra saber quais são as aventuras de Ajatashatru e já dá pra perceber que é um livro que trás muitos ensinamentos.
    Estante de uma Fangirl

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O nome do protagonista realmente é muito bom! Traz ensinamentos sim, e essa é a parte dele que eu mais gostei!

      Excluir
  5. Gostei muito do título haha, bem diferente. A premissa do livro parece legal também, mas pela sua resenha não sei se leria.
    Beijos.

    madrugadadeleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não gostei muito, mas quem sabe vc goste! ;)

      Excluir
  6. Que título diferente kkkkkk' adorei \o/

    maisumleitor.wordpress.com

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...