30.8.15

Semana Especial Blog Day #2

Particularmente, gosto muito de saber qual é a história por trás dos blogs, quais foram os motivos que levaram cada blogueiro a criar suas páginas e como foi esse processo. Portanto, vou aproveitar a oportunidade para compartilhar a minha história com vocês...
O Mais Uma Página nasceu no dia 17 de fevereiro de 2013, com o objetivo de ser uma forma para que eu compartilhasse meu amor pelos livros. Em meu meio social, existem pessoas que gostam de ler, porém ninguém é tão fanático quanto eu. Sendo assim, sempre me deparava com um dos dois problemas: ou queria discutir sobre uma história que somente eu conhecia ou as pessoas até conheciam a história, mas não estavam tão dispostas a esticar o assunto como eu. Pra resolver meu drama, criei o blog!

E o resultado foi muito melhor do que eu esperava, já que, tempos atrás, tive um blog de moda que não durou muito tempo. Okay, moda não é o tipo de assunto que me prende, mas acho que na época fui no embalo, pois era um período em que o mundo das passarelas estava em evidência. Mas, no final das contas, aquilo não era pra mim.

Livros são pra mim e eu, finalmente, encontrei minha galera: vocês!

O primeiro post do Mais Uma Página foi sobre a saga de George Martin, As Crônicas de Gelo e Fogo. Lembra que eu disse que um dos meus maiores problemas era querer conversar sobre uma história e não encontrar pessoas tão disponíveis quanto eu pra esse tipo de papo? Pois foi essa série que me impulsionou a começar a escrever pra vocês.

Depois que li os 5 livros lançados, procurei tudo o que podia na internet sobre a série e queria debater sobre minhas impressões, perspectivas, teorias e sobre a falta que alguns personagens me faziam, mas com quem? Meu namorado havia lido o primeiro livro, estava lendo o segundo e assistindo ao seriado da HBO, mas sua animação sobre o assunto acabava bem antes da minha. E era isso, não conhecia mais ninguém que havia lido esses livros.

Aí eu fiz esse post aqui, e o retorno foi incrível. A partir desse dia decidi que iria postar todos os dias, então fui conhecendo outros blogueiros, outros conteúdos, outros livros. E eis que descobri que fazer esse blog me preenchia e era realmente o que eu queria fazer.

Meu blog é muito mais que uma distração, ele reúne tudo o que eu gosto de fazer em um só lugar. Aqui posso interagir com outras pessoas tão empolgadas quanto eu, portanto não me sinto um ET. Posso discorrer sobre todas as teorias literárias que eu quiser sem aquela impressão de estar enchendo o saco de alguém, afinal, só vai ler quem se interessar pelo assunto. Posso dar minha opinião sobre os livros que leio, mesmo sem ninguém ter perguntado.

Aqui também é um espaço onde posso praticar minha escrita, minha criatividade e até aprendi a respeitar mais as opiniões diferentes das minhas. Conheci pessoas incríveis que me apresentaram livros incríveis e as quais eu também pude apresentar livros incríveis. Posso dizer, com toda a certeza, que o Mais Uma Página é o que eu fiz com mais amor até hoje.

De verdade, eu não escrevo por reconhecimento nem pra ganhar livros em parceria. Lógico que isso tudo é ótimo, quem não gosta de ser reconhecido e ganhar livros?! Bom, eu gosto. Mas o motivo real que me faz vir aqui todos os dias é o amor que tenho por esse espaço. Amor pelos livros e pelo bem que eles me fazem.

Espero que eu esteja conseguindo transformar esse sentimento em coisas boas pra vocês também.

5 comentários:

  1. Oi Milly
    "[...] e as quais também pude apresentar livros incríveis." Serei eternamente grato pela sua insistência para que o mundo lesse O Nome do Vento, e realmente. O mundo Precisa ler.

    Assim como você meu blog atual não é o meu primeiro blog, é o primeiro que dou a devida atenção, por assim dizer, tive um sobre vida evangélica mas meio que me desviei e seria muita hipocrisia continuar com ele, hoje já estou novamente na igreja mas não acho que tenha vocação para voltar com o blog, o nome era "Decido ser Santo" inspirado em um hino de mesmo nome do cantor Gilmar Brito, e também eu sempre acreditei que tudo na vida é uma decisão, e como diz na Bíblia, ser santo não é ser perfeito (nem ser perfeito é o que a massa pensa) ser santo é ser "separado" é se dedicar a um propósito maior, não ser impecável, mas fazer o seu melhor para não errar.
    Tive também um blog chamado Centro da Selva, que era um complemento para um gibi que eu fazia, que era basicamente um reality show com 24 participantes no meio do mato, mas não foi em frente, assim como o gibi, eu nunca mostrei o blog para ninguém :p, fiz mais porque sempre fui meio fanático por realitys (apesar de não ter paciência para as baixarias nos que andam passando na TV ultimamente), o que você pode ter suposto se viu como está sendo o "Melhores do Ano" desse ano, lá no blog... e ano que vem será ainda mais :p
    Comecei o Leitor Antissocial poucos meses depois de você ter começado o Mais uma Página, mas na época ele tinha o nome mega tosco de "Gente, o Rudi tá lendo" por causa da propaganda da Caixa, felizmente o bom senso surgiu e eu acabei mudando o nome. Também criei ele para compartilhar minhas leituras, já que meus pais não suportavam me ouvir mencionar a palavra livro, até hoje eles não suportam, vivem me criticando por causa do blog e ficam loucos quando chegam livros de trocas, presentes ou parceria por aqui, mas enfim... minha mãe com as receitas dela, meu pai com seu vício absurdo no Facebook e eu doente por livros... todos temos nossos vícios :p

    Acho que esse comentário ficou enorme... desculpa :x

    Grande abraço!!!

    Leitor Antissocial

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não se desculpe por causa do comentário! Eu adorei!!! Só fiquei intrigada com uma coisa:por que seus pais implicam com seus livros???

      Excluir
    2. Eles julgam um desperdício de vida ficar no quarto lendo

      Excluir
  2. Adorei seu especial pro Dia do Blog e esse post especificamente, porque adoro saber a história da criação dos blogs! :D

    Meu blog atual também não é bem meu primeiro blog, embora seja meio que uma extensão do primeiro - o primeiro era no Blogger Br e meu usuário foi apagado, simplesmente, então o blog existe até hoje sem ter um adm ou qualquer conta ligada a ele -, e o que me levou a manter o blog ativo foi justamente querer falar sobre algo, mas não ter com quem, querer expressar minha opinião em algum lugar mesmo.

    Beijos :D
    lui-lilymon.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que esse é o motivo da maioria dos blogueiros!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...