10.10.15

Autora parceira: Cláudia Miqueloti

Oi, gente! Vim falar um pouco sobre a nova parceira do blog, a Cláudia Miqueloti! Fiquei super empolgada quando ela aceitou a parceria porque, assim como eu, a Cláudia é apaixonada por literatura fantástica. Vem comigo que eu conto um pouquinho mais sobre ela, sobre suas obras e ainda tem uma entrevista incrível com a autora!


Cláudia Miqueloti, nasceu no dia 19 de maio de 1973, na cidade de Nova Iguaçu, Rio de Janeiro. Ela trabalha como digitadora em uma instituição de ensino e aos fins de semana leciona japonês para crianças.

Começou a escrever aos 10 anos, e em 2011 publicou seu primeiro livro de poesias chamado Labirinto  do Sol e da Lua, durante a XV Bienal do Livro Rio. É admiradora da Obra de J. R. R. Tolkien e apaixonada por literatura fantástica,sendo que seu segundo trabalho é justamente uma reunião de contos com essa temática, o qual recebeu o título de A Deusa de Anília e Outras Histórias. Segundo a autora,"o real e o fantástico são como dois polos de atração simultânea. A veracidade de um completa o imaginário do outro".

Por algum tempo, Claúdia também foi jogadora assídua de RPG (Role Playing Games) e Magic the Gathering. Entre seus estilos musicais preferidos estão o bom e velho rock, j-pop e k-pop.

A Deusa de Anília - Um terrível dragão aterroriza a ilha. Krisna Rimeriano precisará de toda sua determinação e coragem para salvar sua amada ilha e conquistar o coração do valente Negro.

A Maldição de Gohran - A cidadela de Manarga vive sob uma maldição imposta pelo temível dragão Gohran. O jovem Menetto e seus companheiros precisam ser bem sucedidos para que Manarga não desapareça.

Mielim e a Harpa Encantada - A harpa dourada foi roubada, debaixo das orelhas pontudas dos Elfos de Lothuen. Bravos guerreiros saíram no encalço do ladrão.

O Inferno de Razhenda - O Reino de Razhenda foi devastado por Cormedhor de Austrúcia, um mago ensandecido, que vem se utilizando de seres humanos como cobaias para suas experiências cruéis.

Tremaría e o Gigante da Montanha de Gelo - Uma terrível e monumental criatura, está aterrorizando os viajantes que precisam cruzar a Montanha do Vento Cortante. Kági, Dovan, Armando, Sáfio Liso e a doce barda Jocelyn precisam urgentemente de um trabalho, pois seus bolsos estão vazios.
Conheça um pouco mais sobre a autora na entrevista a seguir.

Fale um pouco de você para os leitores.
Olá, sou uma pessoa que cresceu acreditando em histórias fantásticas. Divido meu tempo trabalhando como digitadora, lecionando japonês, lendo muito e escrevendo. Sou apaixonada por imagens de criaturas mitológicas, muitas das quais servem de inspiração para minhas personagens. Comecei publicando poesias e contos em blogs e sites literários. Os comentários que recebi de minhas postagens fizeram com que me arriscasse a publicar um livro. Em 2011, minha primeira bienal, publiquei o livro Labirinto do Sol e da Lua (poesias) e em 2015, também na bienal RJ, publiquei A Deusa de Anília e Outras Histórias, um livro com cinco histórias fantásticas.

Como e quando você decidiu começar a escrever?
Comecei terminando meus próprios sonhos. Pode parecer coisa de criança e foi mesmo. No entanto, esse foi o primeiro passo para que mais histórias viessem a ser criadas. Começou como uma brincadeira e acabei pegando gosto pela escrita.

O que podemos esperar de A Deusa de Anília e Outras Histórias?
O livro é composto por cinco histórias, tendo “A Deusa de Anília” como a principal delas. Imagine uma deusa tricentenária, com aparência de uma jovem de 17 anos que tem por dever proteger uma ilha da cobiça de um mago poderoso e da ira de uma criatura lendária. As outras histórias, são mais curtas e são povoadas de elfos, magos, guerreiros, entre outros.

Além de A Deusa de Anília, você já escreveu um livro de poesia e participou de uma antologia do mesmo tema. Conte-nos um pouco sobre essas experiências.
Amo poesia. Assim como amo escrever histórias. Não saberia dizer qual delas gosto mais. Em 2011, publiquei meu primeiro livro Labirinto do Sol e da Lua, o mesmo nome do meu blog que é uma homenagem ao filme Labirinto – A Magia do Tempo. O livro contém 99 poesias escritas dos 10 aos 30 anos. São poesias dos mais variados temas, incluindo uma aventura de RPG. A partir da publicação do Labirinto, comecei a participar de saraus de poesias na Casa de Cultura de minha cidade. Antes, havia participado de várias antologias. Foram experiências gratificantes, pois foi o começo e, apesar de não vender tanto quanto um livro de um único autor, levou o que escrevo para conhecimento do público. Uma editora de São Paulo (G. E. Beco dos Poetas e Escritores Ltda), após eu publicar em várias de suas antologias, me convidou para participar de uma coleção só com escritoras: Meninas Super Poéticas II.

Ultimamente, temos observado uma abertura à literatura fantástica no país. Agora, no que diz respeito à poesia, como você vê o mercado brasileiro?
Conheço muitos poetas que batalham muito para levar sua arte ao público, mas quase não vejo incentivo e dificilmente encontro seções de livros de poesia em livrarias. Alguns projetos como o EncontrArte (Artes Integradas) e os Saraus de Poesias vem mantendo a poesia viva. Na época do lançamento do Labirinto, entrei em contato com várias livrarias e até levei o livro em colégios, mas não houve interesse. O Salão do Livro das Escolas Estaduais, que ocorre predominantemente no fim de cada ano na cidade do Rio de Janeiro era uma aposta certa, mas há dois anos ele não vem sendo realizado por conta da crise no país. A maioria dos jovens que conheço não leem poesia e, se perguntarem quantos livros do estilo tem em suas estantes, diriam que menos de 5 ou nenhum. Se não há procura, não há oferta.

Você teve dificuldades para publicar seus livros? Como foi esse processo?
Os dois livros foram publicados pela mesma editora (Litteris). A dificuldade maior é a financeira, pois ainda é muito caro produzir um livro. Poucas são as editoras que recebem seu original e se interessam por ele. Se você for conhecido na mídia, terá uma chance. Procurei por várias editoras que publicassem poesia e dentre as encontradas, escolhi uma que estava há mais de 25 anos no mercado e que me daria facilidade no pagamento. Eles foram muito gentis e solícitos. Fui muito bem recebida. Como já era “da casa”, optei por publicar meu segundo livro com a mesma equipe. A Bienal do RJ foi a escolha mais vantajosa, por receber um público muito maior e receptivo.
 
Vimos na sua biografia que você foi jogadora assídua de RPG e Magic the Gathering. Até que ponto essas experiências influenciam a sua escrita?
Jogar RPG (Role-Playing Game), o jogo de interpretação de personagens, fez com que eu tivesse vontade de criar histórias baseadas em campanhas de aventuras. Antes, não sabia nada sobre vestimentas, armas, proteções e tinha uma dificuldade muito grande de ambientar uma história. O RPG nutriu toda minha sede de conhecimento e comecei a escrever as histórias dessas aventuras. Alguma coisa boa eu tinha que ganhar de minhas madrugadas insones. (rsrs) A última história do livro: “Tremaría e o Gigante da Montanha de Gelo”, foi uma campanha de RPG iniciada com meus sobrinhos e amigos que acabou virando história. As características dos personagens foram criadas por esses jogadores e a história, por mim. No livro, fiz um agradecimento a eles pela doação de seus personagens. Quanto ao Magic The Gathering, que para quem não sabe é um jogo de cartas (colecionáveis), de estratégia baseado em turnos, ou seja, cada jogador tem sua vez e ao passar o outro jogador tem sua vez e assim sucessivamente. Cada jogador deve ter um deck (baralho) com qualquer número de cartas (mínimo 60 cartas) e 20 pontos de vida, foi de grande inspiração para construir o físico das personagens. A exemplo de Krisna Rimeriano, a deusa de Anília. Para mais informações, ver https://pt.wikipedia.org/wiki/Magic:_The_Gathering

Já existe algum novo projeto literário em andamento?
Sim. Iniciei em janeiro de 2015 um romance sobrenatural. Ainda está no início, pois preciso fazer muitas pesquisas e coletar opiniões de quem conhece do assunto (não é meu estilo literário favorito, mas quero me aventurar). A história se passa na Inglaterra, nos dias atuais. Dois jovens, Renan e Catherine vão viver um romance tenebroso. A história se passa em uma antiga mansão e em um colégio vitoriano. Algumas cenas são travadas em cemitérios, capelas, museus.
Como é um romance Ya (Yong Adult Romance) terá cenas de romance juvenil, problemas socioculturais e muito suspense. Estou também montando uma playlist com músicas inglesas para dar um toque a mais à história.
 
Além de Tolkien, quais outros autores te inspiram?
Michael Ende (A História Sem Fim), Neil Gaiman (O Oceano no Fim do Caminho), Terry Pratchett (Quando As Bruxas Viajam), Raymond E. Feist (Mago – Aprendiz), Dan Brown (O Código Da Vinci); Licia Troisi (Crônicas do Mundo Emerso).

Junto das suas, quais outras obras você indicaria para nossos leitores?
Ultimamente tenho lido muitos livros de autores nacionais. Aí vão eles: Mundo de Fantas (Celly Borges e outros); Supernova – O Encantador de Flechas (Renan Carvalho); Fascínio Egípcio (Luciane Vieira Z.); Os Segredos de Landara (Bruna Camporezi); Cores de Outono (Keila Gon). Indico também o internacional Elantris (Brandon Sanderson).

Deixe uma mensagem à quem tem o sonho de se tornar escritor.
Nunca desista, por mais difícil e frustrante que seja. Escreva sempre e leia muito para aprofundar seus conhecimentos e melhorar sua escrita. A vida de escritor não é fácil. Invejar autores famosos não vai fazê-lo se tornar um. Lute suas batalhas almejando sempre melhorar. Suba os degraus de sua jornada sem pisar em ninguém e concentre-se apenas em levar ao leitor uma história que possa ser lembrada e comentada. Pois é assim que passará a ser um escritor conhecido.

Depois da entrevista a Cláudia me deixou um recadinho tão fofo que vou deixar aqui pra vocês:
 
"Michelly, obrigada pela entrevista. Suas perguntas foram muito bem elaboradas e tive o maior prazer em respondê-las. Desejo muito sucesso ao blog Mais Uma Página e que A Deusa de Anília e Outras Histórias possa fazer parte da vida dos futuros leitores."

Muito sucesso pra você também, Cláudia!

Adicione A Deusa de Anília e Labirinto do Sol e da Lua em sua estante no Skoob.
Conheça a página de A Deusa de Anília e de Labirinto do Sol e da Lua no Facebook.
Conheça o blog da autora. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...