19.11.15

Ganhei um Nobel: Seamus Heaney

Prêmio Nobel de Literatura 1995: Seamus Heaney, "por trabalhos de uma beleza lírica e profundidade ética, quer exaltam os milagres quotidianos e o viver passado".


Seamus Heaney nasceu em abril de 1939, numa família de nove filhos. Seu pai era um homem do campo enquanto sua mãe veio de uma família moderna, fato que o próprio autor acredita ter sido fundamental para a "briga consigo mesmo" que demonstra em seus textos. Heaney cresceu como um garoto do interior e freqüentou a escola primária local. Ainda muito jovem, acompanhou os soldados americanos que se preparavam para invadir a Normandia, em 1944. Essa imagem permaneceu na mente do pequeno Seamus, criando nele a consciência do paralelo entre história e ignorância. Em 1953, sua família deixou a fazenda onde ele foi criado.

Quando tinha apenas 12 anos de idade, Seamus Heaney ganhou uma bolsa para o colégio St. Columb, um internato católico situado na cidade de Derry. Em 1957 foi transferido para Belfast, onde viveu até 1972, indo, então, para a Irlanda, onde Heaney fixou residência. Os ensinamentos obtidos tanto em em St. Columb quanto posteriormente na Universidade de Queen, foram fatores determinantes em seu desenvolvimento como poeta. A herança gaélica é uma grande referência cultural e política para sua obra.

Os poemas de Heaney ganharam a atenção do público pela primeira vez em meados da década de 1960, quando ele era membro ativo de um grupo de poetas que foram posteriormente reconhecidos como uma espécie de "Escola do Norte".
Mesmo Heaney sendo estilisticamente diferente de nomes como Michael Longley, Derek Mahon, Paul Muldoon, Medbh McGuckian e Ciaran Carson, ele compartilha com todos eles o destino de ter nascido em uma sociedade profundamente dividida pela religião e políticas. Isto teve o efeito não só de escurecer o humor da obra de Heaney na década de 1970, mas também de provocar uma profunda preocupação com a questão das responsabilidades e prerrogativas da poesia no mundo, uma vez que a poesia é dividida entre a necessidade de liberdade criativa dentro de si e uma pressão para expressar o senso de obrigação social sentida pelo poeta como cidadão.
Obras como The Rattle Bag (1982), Redress of Poetry (1995), The School Bag (1997), atestam essa preocupação.

A iniciação de Heaney como poeta aconteceu na mesma época em que conheceu Marie Devlin, mãe de seus três filhos. Desde então, Marie tem sido fundamental para a vida do poeta, tanto pessoal quanto profissionalmente. Ela aparece direta e indiretamente em poemas de todos os períodos de sua obra.

Em 1972, renunciou a seu cargo na Universidade de Queen, mudando-se para Dublin com a família, onde trabalhou como professor de Carysfort College, uma faculdade de formação de professores, onde ele exercia a função de Chefe do Departamento de Inglês. Em 1982, foi trabalhar na Universidade de Harvard como professor de retórica e oratória. Em 1989, foi aceito como professor de poesia na Universidade de Oxford, durante um período de 5 anos.

No decorrer de sua carreira, Seamus Heaney sempre contribuiu para a promoção de causas artísticas e educativas, tanto na Irlanda quanto no exterior. Ao longo dos anos tem atuado como juiz e professor de concursos de poesia e conferências literárias, estabelecendo uma relação especial com a Yeats International Summer School, em Sligo.

Nos últimos anos, ganhou várias honrarias, como ter sido eleito membro da Academia Irlandesa de Artistas e Escritores e membro estrangeiro da Academia Americana de Artes e Letras. Em 1996, após ser laureado com o Prêmio Nobel de Literatura, foi feito um Commandeur de L'Ordre des Arts et Lettres pelo Ministério da Cultura francês.

Entre seus livros publicados em língua portuguesa estão Luz Eléctra e Antologia Poética, em Portugal, e Poemas, no Brasil.

2 comentários:

  1. Confesso que não conhecia o autor, então fiquei abismado com os prêmios e honrarias. Vou procurar uma obra dele.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do top comentarista de novembro. Você pode ganhar um livro incrível!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqui no Brasil parece que só tem um livro dele, mas se vc lê em inglês, tem várias opções!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...