5.11.15

Made in Brasil: Dom Casmurro

Machado de Assis é um dos nomes de maior importância da literatura nacional. Acho praticamente impossível encontrar alguém que nunca tenha lido uma de suas obras, mesmo que tenha sido obrigado por algum professor! Apesar de toda a competência do autor, não é raro encontrarmos algum aluno falando mal de seus livros, mas acredito que isso ocorra devido à idade prematura com que esses jovens são obrigados a ler Machado. Querendo ou não, são obras complexas, inclusive gramaticalmente, e que exigem uma certa maturidade do leitor. Mas basta ler algum de seus livros no momento certo que você vai se apaixonar! O livro que indico hoje foi meu primeiro título do autor, Dom Casmurro.


Título: Dom Casmurro
Autor: Machado de Assis
Nº de páginas: 152

Sinopse:
Publicado pela primeira vez em 1900, Dom Casmurro é o romance mais famoso e polêmico de Machado de Assis. Ambientado no Rio de Janeiro do século XIX, é narrado por seu protagonista: Dom Casmurro, um velho solitário e frustrado que, em virtude de sua "simpatia", recebe esse apelido de um conhecido. O personagem busca, por meio da narrativa, rememorar e compreender fatos do seu passado, principalmente os que envolvem uma mulher: Capitu, a personagem mais intrigante e misteriosa da literatura brasileira. A polêmica toda se centraliza em uma dúvida: Capitu é ou não culpada de adultério? Os fatos até podem indicar que sim, mas o leitor não pode deixar de atentar para um fato: Bento Santiago - o Dom Casmurro -, além de narrador, é advogado. Não teria ele todos os atributos intelectuais para envenenar a narrativa, de modo a levar o leitor a condenar Capitu? Obra lida no mundo todo, por sua genialidade, não pode deixar de ser deliciada pelo leitor brasileiro.


Sobre o livro: essa é a história do nascimento de um amor adolescente que cresce, se desenvolve e se modifica juntamente com os sujeitos. No meio do caminho um filho e a dúvida da paternidade. Um livro que explora não só o romance problemático entre o trio protagonista, mas também as consequências psicológicas e sociais dessa relação.

Sobre o autor: Joaquim Maria Machado de Assis, jornalista, contista, cronista, romancista, poeta e teatrólogo, nasceu no Rio de Janeiro, no dia 21 de junho de 1839, e faleceu na mesma cidade, em 29 de setembro de 1908. É o fundador da Cadeira nº. 23 da Academia Brasileira de Letras, escolhendo o nome de seu velho amigo José de Alencar para seu patrono. Ocupou por mais de dez anos a presidência da Academia, que passou a ser chamada também de Casa de Machado de Assis.

Link: Skoob

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...