6.11.15

Resenha: A Deusa de Anília e Outras Histórias


A Deusa de Anília e Outras Histórias - Cláudia Miqueloti
184 páginas


"[...] Portanto, quando for ler uma história tenha bastante cuidado, pois ela pode tomar sua vida, fazê-lo se tornar um viciado, transformá-lo em um ser completamente dominado e incapaz de abandoná-la."


A primeira coisa que me chamou a atenção em A Deusa de Anília e Outras Histórias foi essa capa maravilhosa. O fato de ser um nacional também alimentou meu interesse, já que tô nessa vibe de valorizar mais nossos autores. Assim, resolvi mergulhar fundo nos contos escritos por Cláudia Miqueloti, o que acabou sendo uma experiência deliciosa!

O livro é divido entre 5 histórias, sendo a primeira delas a que empresta seu título à obra: A Deusa de Anília. Esse conto é ambientado numa ilha que está sob a ameaça de um poderoso mago cujas intenções só descobrimos mais adiante. Por outro lado temos Krisna, a Deusa de Anília, cuja vida é dedicada à proteger a população daquele lugar. Além de combater o mal, que chega com tudo, ela ainda terá que lidar com sua atração por Negro, um misterioso rapaz que pode ter papel fundamental na guerra iminente.
Como é o conto principal, esse é o maior deles. A narrativa de Cláudia é ótima, sendo que logo nas primeiras linhas já percebemos que ela é realmente uma fã fervorosa da literatura fantástica. Seu texto segue o gênero com fidelidade, desde a criação dos personagens até o clima que ela consegue transmitir, como se pudéssemos sentir a magia no ar.
Mas a história é tão boa que tenho uma reclamação... A Deusa de Anília merecia um livro só pra ela, pois com tanta coisa acontecendo, achei o conto meio corrido. O que é uma pena, pois imagino essa mesma história com mais espaço pra ser desenvolvida, ia ser demais!

Depois vem os outros 4 contos menores, mas também muito bem escritos e criativos. Aliás, criatividade é a palavra que eu usaria pra definir a autora.
A Maldição de Gohran fala sobre um grupo disposto a confrontar um dragão para quebrar a maldição de sua cidadela. Mielim e a Harpa Encantada traz os elfos como personagens principais numa busca por uma harpa que foi roubada deixando a floresta onde eles vivem desprotegida. O Inferno de Razhenda narra a luta contra um mago que transforma pessoas em monstros. Tremaría e o Gigante da Montanha de Gelo é uma aventura para liberar a Montanha do Vento Cortante de algo que impede que os viajantes passem por lá, os atrasando e causando prejuízos.

Não vou falar detalhadamente sobre cada um porque a graça estáem descobrir onde Cláudia quis chegar com cada história. E garanto que ela chegou em algum lugar.
Gostei da escrita, achei que as características da literatura fantástica foi respeitada e me senti lendo algo inspirado no melhor desse gênero.
Como suas histórias são todas muito originais, acabei tendo a mesma impressão que tive no primeiro conto: elas precisavam de mais espaço para serem desenvolvidas. Os contos tinham tanto potencial que achei que não foram explorados em sua totalidade, devido às poucas páginas dedicados à cada um.

No geral, Cláudia é ótima e se ela já fez muito com pouco espaço, mal posso esperar pra quando ela resolver dedicar um livro inteiro à uma de suas histórias. De qualquer forma, garanto que ela é mais um dos grandes talentos da nossa literatura. Vocês deveriam conhecê-la.

2 comentários:

  1. Michelle, desculpe a demora em vir aqui. Fico muito feliz que tenha gostado e sim, A Deusa de Anília terá uma história mais ampla. Não imaginava que receberia tantos pedidos de continuação. Também acredito que Krisna e Negro merecem mais histórias. A Harpa Encantada foi um conto infantil criado para ser contato para crianças antes de dormir. Antes de publicá-la no livro, já estava sendo utilizada dessa forma.
    Os contos não foram muito explorados, confesso. Talvez por ser minha primeira experiência com histórias depois de só escrever poesias por anos. A ideia geral era a opinião dos leitores sobre essas histórias, se valeria a pena dar mais valor a elas. No início pensei em publicá-las em separado, mas como são curtas, coloquei-as em um único livro. Agora sei que tenho que transformar duas delas em livros solos. A Deusa de Anília, contando toda a história de Anília e seus moradores e Tremária.
    Muito obrigada pela resenha Michelly. Gostei muito.
    Beijos doces.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza vou querer ler os livros! Você me deixou com gostinho de quero mais! :)

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...