Um guia para ler Machado de Assis


Joaquim Maria Machado de Assis, cânone da literatura brasileira, desperta amores e ódios desde que iniciou sua carreira literária. Autodidata, fundador da Academia Brasileira de Letras, respeitado mundialmente, o autor tem uma obra vastíssima cujas principais características são a crítica, o aprofundamento psicológico de seus personagens, a análise comportamental e a ironia.

Apesar de ser reconhecido como o fundador do realismo, sua produção literária é dividida em duas fases: a romântica, que abarca o período de 1872 a 1878; e a realista, de 1881 a 1908.

Por certo que podemos ler Machado em qualquer ordem, contudo, recentemente adquiri o box da Nova Fronteira chamado Todos os Romances e Contos Consagrados de Machado de Assis, e tem sido uma experiência incrível ler as obras do mestre em ordem cronológica, acompanhando sua evolução e, consequentemente, me apaixonando ainda mais pelo autor.

Sendo assim, vim fazer esse despretensioso guia para ler os romances de Machado de Assis caso você também queira ter essa experiência.

A fase romântica tem início com a publicação de seu primeiro livro, Ressurreição, e segue a ordem abaixo:

- Ressurreição (1872)
- A Mão e a Luva (1874)
- Helena (1876)
- Iaiá Garcia (1878)

Apesar de fazerem parte do romantismo, tais obras já traziam características que prenunciavam a implosão do realismo no Brasil. Mas foi, de fato, em 1881, com Memórias Póstumas de Brás Cubas, que o realismo foi inaugurado em nosso país.

A partir daí temos a segunda fase da literatura de Machado, considerado por muitos o período mais importante de sua produção. As obras seguem a ordem:

- Memórias Póstumas de Brás Cubas (1881)
- Quincas Borba (1891)
- Dom Casmurro (1899)
- Esaú e Jacó (1904)
- Memorial de Aires (1908)

É importante que você tenha em mente que me dediquei, aqui, a organizar cronologicamente apenas os romances do autor. Mas também temos que lembrar que a obra de Machado de Assis vai muito além disso, tendo ele produzido contos, crônicas, teatro, poesia, cartas e estudos. Não é à toa que ele é considerado o maior escritor brasileiro de todos os tempos.

E se você quer mergulhar fundo nos romances machadianos, fica aqui a recomendação de seguir a ordem cronológica de sua produção. Garanto, por experiência própria, que será incrível.

Comentários

  1. Olá
    Eu nunca tive que ler Machado. Minha escola não era do tipo que dava lista de leitura. Eu acho que tenho Dom Casmurro. Ou será Memórias Póstumas de Brás Cubas? Eu só sei que tenho algo de Machado aqui na prateleira.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lary!
      Então aproveita e dá uma chance pra esse livro que vc tem!
      Machado é muito maravilhoso :)
      Beijos!

      Excluir
  2. Estava com dúvida sobre por onde começar a ler as obras de Machado de Assis, agora finalmente irei começar. Obrigada pela lista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Que bom que o post te ajudou!
      Fico torcendo para que vc aproveite ao máximo essa experiência!
      Beijos!

      Excluir

Postar um comentário