8 livros para te tirar da zona de conforto


Existem livros que nos tocam tão profundamente que chegam a incomodar. São leituras que propõem temas difíceis, fazendo com que o leitor volte o olhar para si mesmo, podendo até nos transformar de alguma forma.

Mas, mesmo que sejam desconfortáveis, são necessários. E é sobre minha experiência com essas leituras, que só têm a somar, que venho falar pra vocês hoje. Desde já deixo a minha indicação e garanto que todas elas valem muito a pena. Fica a dica.

1. O Morro dos Ventos Uivantes

Essa história ganhou meu coração completamente! O Morro dos Ventos Uivantes é uma história de amor nada romântica, escrita por Emily Brontë em 1847, único livro da autora que morreu de tuberculose no ano seguinte. A relação de Cathy e Heathcliff é doentia, violenta, extremamente conturbada, deixando o leitor perplexo em vários momentos. E tudo isso permeado por uma atmosfera sobrenatural. Com certeza, uma das melhores leituras da minha vida.

2. Lolita

Escrito por Vladimir Nabokov e publicado pela primeira vez em 1955, Lolita é um dos livros mais controversos do cenário literário, visto que trata da obsessão de um homem por uma garota de 12 anos. Como é narrado em primeira pessoa, ou seja, de forma parcial, o leitor nunca tem certeza da veracidade dos fatos. O narrador, inclusive, mostra desde as primeiras linhas do texto ser um manipulador bastante eficaz, moldando seu discurso para conquistar a empatia do leitor e trazê-lo para seu lado. Lolita nos encanta e nos enoja na mesma proporção, além de, claro, nos presentear com uma aula de escrita.

3. O Vilarejo

Ótima opção para os fãs do terror, o nacional O Vilarejo traz sete contos que, embora pareçam independentes à primeira vista, se entrelaçam para contar a história de um vilarejo destruído pela guerra civil. Cada conto leva o nome de um demônio no título, e no decorrer do texto esse demônio vai influenciar a vida dos habitantes do local, nos surpreendendo com cenas grotescas até chegar num desfecho que vai ficar te assombrando por algum tempo.

4. A Menina Submersa

Embora eu, particularmente, não tenha gostado tanto dessa leitura, não posso deixar de recomendá-la aqui, visto que muita gente gostou e ela traz, de fato, um texto que nos incomoda de várias formas. A história tem seu foco na vida de uma garota com distúrbios psicológicos a qual narra sua trajetória de forma peculiar. O tempo todo o leitor tem a sensação de estar perdido, sem saber o que é real e o que é criação da mente da protagonista, e é essa confusão que me tirou inteiramente da minha zona de conforto.

5. Vozes de Tchernóbil

Parafraseando a própria autora, Svetlana Aleksiévitch, Vozes de Tchernóbil é um livro onde o pequeno homem conta a sua pequena história e, no momento em que faz isso, conta a grande história. Os relatos sobre o desastre nuclear são impactantes, tristes e mostram a crueldade de um governo que sacrificou sua população com a finalidade clara de maquiar a história. Leiam, mas antes preparem seus corações e abram suas mentes. De fato, não se ganha um Nobel à toa.

6. 1984

Junte um enredo interessante, uma narrativa magistral e personagens extremamente realistas. O resultado será 1984. George Orwell apresentou um texto inteligente, onde a maior parte da mensagem que ele quer passar se encontra nas entrelinhas. Temas como a manipulação das massas e a busca por estabelecer uma doutrina única, tão atuais, permeiam essa obra e nos fazem questionar muitas das "verdades absolutas" que somos obrigados a engolir. Além, é claro, de propor uma discussão sobre questões profundas do ser humano. Imperdível.

7. A Metamorfose

Kafka é conhecido por suas tramas confusas e pela forma natural com que seus personagens lidam com situações absurdas. Isso fez com que o adjetivo kafkiano se tornasse sinônimo de surreal, que é uma ótima palavra para definir A Metamorfose, livro de 1912. Mas a história do jovem que se transforma num inseto monstruoso é, no fundo, uma reflexão sobre o valor das pessoas numa sociedade que só te enxerga como um indivíduo se você tiver alguma serventia para ela. É um livro magnífico, uma obra-prima de um gênio.

8. A Hora da Estrela

Sempre quis que minha primeira experiência com Clarice Lispector fosse através desse livrinho de pouco mais de 80 páginas. Mas não se deixe enganar pelo tamanho. A Hora da Estrela é inquietante, visceral, chega a ser até um tanto cruel. Tudo isso no texto magistralmente poético de Clarice. Que mulher! Que livro!

Comentários

  1. Já li A Menina Submersa e, realmente, é para sair da zona de conforto. É totalmente maluco, assim como a protagonista. O Morro dos Ventos Uivantes eu tenho mas ainda não li, justamente porque preciso estar inspirada e com vontade de sair do conforto... O Vilarejo eu morro de vontade de ler também.
    bjs

    Amor por Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Renata!
      Também achei A Menina Submersa mt maluco. Maluco até demais pra mim! kkkkkkk
      Espero que vc goste do Morro e do Vilarejo tanto quanto eu gostei! :)
      Beijos!

      Excluir
  2. Oi Michelly!
    Realmente, n li nenhum desses, rs
    Mas preciso conferir algo do Raphael Montes, da Lispector e do Orwell *-*
    Adorei a lista!
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol!
      São três autores que só têm coisa boa!
      Orwell, inclusive, é um dos meus autores preferidos! :)
      Fico feliz que vc tenha gostado da lista! Obrigada pela visita!
      Beijos!

      Excluir
  3. Oi, Michelly! Tô muito feliz que você voltou!!! E que sorte você ter ido me fazer uma visita, pois, eu realmente não sabia desse retorno. Li o seu primeiro post aqui e super entendo essa mudança que você passou! Muito bom tê-la de volta, sempre tive muito carinho pelo MUP.
    Adorei essa lista porque eu amo "A Metamorfose", "A Hora da Estrela" e "O Vilarejo". "Lolita" é um livro controverso mesmo, porém incrível, como você bem descreveu. "1984" e "A garota submersa" já estão na minha fila então, obviamente coloquei os outros dois porque acho que tem tudo pra dar certo! haha Eu tenho "O morro..." e nunca parei pra ler, acredita!? Agora me deu mais ânimo!
    Amei o post!
    Beijos <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Eliza!
      Pois é, voltei!!! \o/ E fico muito feliz com seu carinho pelo MUP! <3
      Mudanças são necessárias pra gente continuar evoluindo e crescendo, né?! Agora que as coisas já estão no lugar quis voltar a me dedicar à esse cantinho que é tão importante pra mim.
      Tanto 1984 quanto O Morro são dois de meus livros favoritos, então super recomendo! Já A Menina Submersa não foi tão agradável, mas como é bastante inquietante achei que valia colocá-lo na lista também.
      É um prazer te receber por aqui, viu?! Volte sempre! :)
      Beijos!

      Excluir
  4. Oi, tudo bem?
    Ótimas dicas de livro, são boas opções de leitura!
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Felipe!
      Tudo bem e vc? :)
      Fico feliz que tenha gostado das sugestões!
      Beijo!

      Excluir
  5. Oi, Michelly! Tudo bem? A Hora da Estrela tá na minha listinha há séculos, mas nunca consegui lê-lo. Espero algum dia ler, pois já li outro da Clarice e o amei! <3

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tony!
      Td bem e vc? :)
      A Hora da Estrela é bem curtinho, dá pra ler numa sentada só! Mas, apesar do tamanho e da rapidez da leitura, a mensagem contida nele permanece com o leitor por muito tempo.
      Se vc já gosta da Clarice, super recomendo esse livro, viu?!
      Beijos!

      Excluir
  6. Oi Michelly,
    Eu sou super a favor de sair da zona de conforto.
    Aliás, eu li 'O Morro dos Ventos Uivantes' e gostei bastante.
    Acho que outra autora que me tira do conforto é Jane Austen.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alessandra!
      O único livro da Jane Austen que li foi Orgulho e Preconceito. Gostei, achei diferente do que eu imaginava mas não me tocou tão profundamente quanto as obras das Brontë (não só da Emily, mas das três).
      Pretendo ler pelo menos algumas outras obras da Austen no ano que vem. :)
      Beijos!

      Excluir

Postar um comentário