Retrospectiva 2017


O ano de 2017 marcou definitivamente minha mudança enquanto leitora. No meu Skoob essa mudança fica bem clara, basta dar uma olhada lá que vocês vão entender. Esse também foi o ano que vi renascer uma das minhas grandes paixões: o Mais Uma Página! E vocês não imaginam o quanto estou feliz e o quanto esse cantinho me faz bem.

Como a maioria dos amantes da literatura, eu não tenho alguém para conversar de forma aprofundada sobre o que leio. Tenho pessoas ao redor de mim que também gostam de livros, mas não da mesma forma que eu, não a ponto de querer falar sobre isso o dia inteiro. Portanto, o blog foi o meio que encontrei para conhecer pessoas com a mesma paixão que eu, assim como acho que é a intenção de grande parte dos blogueiros literários.

Mas não foi só meu gosto literário que mudou, todo o visual do blog também foi repaginado. Optei por um layout ainda mais simples que o anterior, que já era minimalista, isso porque quero que o foco esteja inteiramente no conteúdo. Mesmo assim, acho que o MUP tá bem bonitinho, né?! Tenho muito orgulho dele!

Pois bem, ao todo foram 48 livros lidos, 92% da minha meta inicial que eram 52 (um por semana). Levando em consideração o fato desse final de ano estar sendo tumultuado pois estou, novamente, de mudança para outro estado, fiquei satisfeita com meu desempenho. Claro que gostaria de ter cumprido minha meta, mas tudo bem. Vem aí um ano novinho em folha para que possamos fazer melhor.

No que diz respeito a desafios literários, iniciei 6 (sim, SEIS) e participei da Maratona Literária de Inverno, promovida pelo canal Geek Freak, e da Maratona Hora de Perder o Medo, promovida pelos canais Book Addict e Nuvem Literária. Consegui cumprir as duas maratonas e os outros desafios até que estão indo bem (já postei sobre alguns deles aqui, se tiver interesse é só ir na aba 'Projetos de leitura').

A grande descoberta de 2017 foi, com certeza, as irmãs Brontë. Fiz até um 'Dedo de prosa' contando sobre meu amor pelas incríveis escritoras vitorianas, portanto não vou me alongar falando delas (apesar de querer falar até te convencer a correr ao encontro de algum livro delas). Já a grande decepção foi Capitães da Areia, romance de Jorge Amado que eu tenho a petulância de classificar como um livro equivocado.

Também tive uma grande frustração literária esse ano, e foi com O Nome da Rosa. Sei que o livro é extremamente bem escrito, com um enredo interessante, obra-prima de um mestre da literatura; mas não consegui me encaixar nessa leitura. Confesso que fiquei decepcionada comigo, já que tinha certeza de que iria gostar, mas não rolou. Infelizmente.

O resultado final das leituras de 2017 foi bastante positivo. Foram 33 obras classificadas com notas 4 e 5 e apenas 15 títulos com notas entre 1 e 3, sendo que a maioria desses (mais precisamente, 10) ficaram com nota 3. Li meu primeiro Dostoiévski, meu primeiro Nabokov, minha primeira Clarice. Li clássicos do horror que são indispensáveis no currículo de qualquer leitor. Li o primeiro romance escrito por George R. R. Martin, um de meus autores preferidos. Reli o primeiro volume de Harry Potter, voltei a ler Machado e Kafka. Enfim, foi um ano memorável.

Que venha 2018 trazendo ótimas leituras e descobertas tão maravilhosas quanto as desse ano. Desejo a todos vocês um ano novo cheio de paz, saúde, prosperidade, amor e, claro, livros, muitos livros incríveis. Feliz ano novo, pessoal!

Comentários

  1. Olá, boa tarde.
    Mudanças são mesmo necessárias às vezes, e o mesmo vale pras leituras. E escrever sobre o que a gente lê e gosta é bom demais!!!
    Que bom que seu resultado de leituras do ano foi positivo; só uma pena você não ter gostado de "O nome da rosa" (amo esse livro <3). Mas é assim mesmo. E vai que você curte outros do autor?!
    Ah, amei suas dicas de livros das irmãs Brontë. Anotei todos pra tentar ler num futuro não muito distante.

    Beijinhos, boas leituras e feliz 2018 pra você e sua família!
    Attraverso le Pagine

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Isabelle!
      Eu também achei uma pena eu não ter gostado de O Nome da Rosa. Eu realmente estava cheia de esperanças, achando que ia se tornar um dos meus livros preferidos. Mas não deu... :/ Com certeza vou ler outros do autor, ainda não desisti dele!
      Leia as Brontë sim, elas são incríveis!
      Feliz 2018 pra vc e sua família tb!
      Beijos!

      Excluir
  2. Oi, Mi!
    Feliz Ano Novo! Que 2018 seja um ano de muita luz, paz, energias renovadas e leituras, leituras...
    Dei um pulo no seu Skoob e reparei mesmo suas mudanças literárias e que bom que você já está colhendo frutos dessas mudanças, com boas leituras, muitas com nota máxima de aproveitamento.
    Eu estou achando o Blog lindo assim. Também estou fazendo algumas mudanças lá no meu cantinho, deixando-o mais 'clean'. Essa ideia era pra ter sido concretizada antes da Bienal, mas esse ano foi muito difícil e corrido, então ficou agora para começar 2018 de carinha nova!
    Vou mergulhar em desafios esse ano também e fazer de tudo para conseguir segui-los. Com os problemas que estamos passando as leituras seguem sendo fundamentais na minha vida. Espero que neste novo ano elas voltem a ocupar o espaço que merecem em minha rotina.

    Um beijo, vamos nos falando entre 'uma página e outra'...
    http://www.aquelaepifania.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Eliza!
      Feliz 2018! Que seja um ano incrível pra todos nós!
      Eu costumo dizer que meu Skoob é o resumo da minha vida, portanto fico feliz que ela esteja evoluindo! kkkkkk
      Que bom que você gosta do visual do blog! Eu tenho mania de td clean, aí fico com medo de ficar clean demais. hehe...
      Agora em 2018 vc ajeita tudo lá no seu cantinho e vai dar td certo, tenho certeza!
      Sobre os desafios, adoro! Tenho que me controlar pra não entrar em todo desafio que vejo. Agora no início do ano, por exemplo, já vou participar da Jornada MLV, promovida pelo Geek Freak.
      Beijos!

      Excluir
  3. Me identifiquei tanto com você, pois este ano eu também notei muita mudança nas minhas leituras.

    Eu li Capitães da Areia quando estava na 8ª série, e me lembro de ter gostado, mas talvez eu preciso ler novamente para ter uma opinião mais recente ;)
    Em 2017 eu também li meu primeiro Dostoiévsk (Crime e Castigo) e comecei a ler O Nome da Rosa, mas tive que parar porque o livro era emprestado, mas agora já comprei meu exemplar e pretendo continuar a leitura.

    Feliz ano novo para você também!
    Beijos

    http://lovelyplacee.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Essas mudanças são necessárias, né?! Eu, pelo menos, acredito que o ser humano deve estar em constante transformação!
      Todo mundo gosta de Capitães da Areia, menos eu! Já tô acostumada... kkkkkkkk
      Dostô é demais mas com relação ao Eco, ainda vou precisar experimentar outras histórias pq O Nome da Rosa não foi pra mim. :/
      Beijo!

      Excluir
  4. O seu layout realmente é muito fofo e incrivelmente simples: parabéns!

    Meu identifiquei hipermegasuper rs "Tenho pessoas ao redor de mim que também gostam de livros, mas não da mesma forma que eu, não a ponto de querer falar sobre isso o dia inteiro. Portanto, o blog foi o meio que encontrei para conhecer pessoas com a mesma paixão que eu, assim como acho que é a intenção de grande parte dos blogueiros literários."

    Que 2018 seja um ano de muitas leituras boas!
    CAFÉ E BONS LIVROS



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kelly!
      Fiquei muito feliz com seu elogio sobre o blog! Obrigada!
      Pelos blogueiros que conheci até hoje percebo que é o drama de todos nós: não ter ninguém tão fanático quanto nós para dividirmos nossa loucura pelos livros! hehe...
      Que 2018 seja de ótimas leituras pra todos nós!
      Beijos!

      Excluir

Postar um comentário