Elantris


Autor: Brandon Sanderson
Editora: LeYa
Nota: 4/5

Anos atrás, havia uma cidade que resplandecia em glória, habitada por seres quase divinos. Essa cidade chamava-se Elantris e era a segurança e o conforto dos outros lugares da vizinhança. Mas algo aconteceu, transformando a incrível cidade num lugar fétido, obscuro e violento. Seus moradores, que antes possuíam uma pele iluminada e cabelos brancos, tiveram seus corpos tomados por manchas negras e perderam quase todo o cabelo. Eles também passaram a sentir uma fome arrebatadora e dores que nunca cessam. Assim que tais sintomas surgem, a pessoa é condenada a viver para sempre dentro das muralhas da agora decadente cidade.

Raoden, o príncipe de Arelon, era querido e muito popular, sempre manifestando opiniões contrárias as de seu pai, o rei Iadon. Mas aquilo que era o pesadelo de qualquer areleno aconteceu à ele. O Rei, temendo a vergonha de ter um filho amaldiçoado, não só o exilou em Elantris mas também mentiu para a população dizendo que o príncipe estava morto.

Sarene, princesa de Teod, estava prometida à Raoden. Com o intuito de fazer uma surpresa, chegou à Arelon alguns dias antes do casamento, e descobriu que a surpresa era sua: seu futuro marido estava morto. Desconfiada, a sagaz teodena não ficou satisfeita com as explicações dadas sobre a morte do noivo, então decidiu continuar em Arelon para honrar seu pacto matrimonial e, de quebra, ter mais chances de investigar se aquela história era mesmo verdadeira.

Mas não foi só Sarene que chegou em Arelon nesse momento de luto. Hrathen, um alto sacerdote de uma religião chamada Shu Dereth, também aportou na cidade, porém com um intuito bem mais violento: converter os arelenos ao Shu Dereth, a qualquer custo, dentro de 3 meses. Caso ele falhasse, Wyrn, líder de sua religião, invadiria e aniquilaria toda a população.

E é nesse ínterim que a vida desses personagens se cruzam, dando início a uma narrativa ágil e original, onde cada um dos três têm seu próprio ponto de vista. Essa alternância de capítulos é um dos grandes destaques positivos da trama de Sanderson, já que nos permite ter conhecimento do que está acontecendo em várias partes da história, simultaneamente. 

Outro destaque diz respeito a construção dos personagens. O autor conseguiu nos entregar um príncipe extremamente cativante e uma mulher forte mas que mantém a delicadeza. Entretanto, o foco não fica somente no casal protagonista, sendo o texto recheado de personagens sólidos e relevantes, todos bastante realistas, claramente sem nenhuma intenção maniqueísta.

Já li muitas fantasias, mas Elantris é diferente de todas. A história é criativa e inovadora, começando pelo fato de ser um livro único, o que não é tão comum nesse gênero, famoso por suas sagas extensas. O autor conseguiu usar os elementos clássicos da literatura fantástica e, ao mesmo tempo, criar algo completamente novo. A narrativa é coerente até o final e o ritmo, apesar de um pouco mais lento, condiz com o clima criado. Em contrapartida, o final eletrizante faz com que seja quase impossível largar o livro nas últimas páginas.

O motivo de eu ter avaliado como nota 4 mesmo tendo gostado tanto da obra é porque eu gostaria que as conspirações políticas tivessem sido mais exploradas, talvez abordadas de uma forma mais explícita. Obviamente isso não diz respeito à qualidade da obra, mas apenas ao meu ponto de vista. De uma forma geral, Elantris é um livro com potencial de agradar a todos, inclusive aqueles leitores que não são fãs de fantasia.

Comentários

  1. Oie,

    Antes demais bom ano repleto de boas leituras, mas acima de tudo com saúde :)

    Tenho por ler este livro mas em formato digital, adorei a trilogia "Nascida na Bruma" e espero que sejam publicados deste lado do atlântico mais obras do autor.

    Fica registado para ler em breve ;)

    Bjs e boas leituras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fiacha!
      Que o ano seja de saúde, paz e ótimas leituras pra gente! :)
      Tb li Mistborn e amei. Agora estou lendo uma outra série do Sanderson que está sendo publicada no Brasil, se chama Os Executores. Depois que terminar vou ler a segunda era de Mistborn, que tb foi publicada aqui recentemente. Adoro o autor! Quero ler td que ele escrever!
      Beijos!

      Excluir
  2. Olá, bom dia ^-^
    Fantasia?! Já gostei *-* E sendo livro único então, que como você bem colocou, é difícil no gênero, gostei mais ainda (não tô podendo com mais sagas!)
    Obrigada pela dica de leitura e parabéns pela resenha.
    Beijinhos e boa semana.
    Attraverso le Pagine

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Isabelle!
      Também sou fã de fantasia, ainda mais quando escritas por um autor tão competente!
      Elantris realmente é uma ótima dica pra quem gosta do gênero mas não quer começar aquelas sagas infindáveis! hehe...
      Beijos!

      Excluir
  3. Ola,
    Eu curto muito livros de fantasia e esse me chamou muito a atenção, mas no momento estou com tantas leituras na frente que vou acabar deixando ele para depois, bem depois hahaha
    Que bom que já começou o ano com uma boa leitura, espero que seja o ano todo assim. <3
    xoxo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ozzy!
      Anota ele aí pra vc ler num outro momento então, mas leia! :)
      Na verdade, li esse livro há algum tempo mas já tinha a resenha aqui e resolvi postar. Mas é uma ótima leitura mesmo!
      Beijos!

      Excluir

Postar um comentário