6 livros que vão tocar seu coração


É louvável a capacidade que alguns escritores têm de tocar o coração do leitor através de suas narrativas. Às vezes essa emoção é o objetivo do livro, ficando claro desde a sinopse; às vezes é um resultado espontâneo da história que está sendo contada, a qual nos toca nos detalhes, seja através de algo que acontece com um personagem ou até mesmo por meio de reflexões propostas pelo enredo.

Fato é que um livro que possui a capacidade de tocar nosso coração também tem potencial para significar algo a mais em nossa vida, acabando por se tornar uma daquelas obras que nos marcam para sempre. Os seis títulos que indicarei abaixo fizeram isso comigo e, se você deixar, podem fazer com você também.

1. A Hora da Estrela

Com o perdão de ser repetitiva, a obra de Clarice Lispector foi um soco no estômago. Suas poucas páginas reverberam em mim até hoje e não raro me pego observando algum desconhecido com muito mais compaixão do que antes de conhecer a história de Macabéa. Essa personagem me marcou profundamente por sua aparente irrelevância, o que me fez pensar que, apesar de sermos todos irrelevantes aos olhos da maioria, também podemos ser o que mais importa para uma única pessoa, e é isso o que faz nossa existência valer a pena. Coitada da Macabéa.

2. Vozes de Tchernóbil

O livro de Svetlana é do tipo "feito para partir seu coração em mil pedaços" e é exatamente isso o que ele faz. Como se trata de uma reunião de relatos verdadeiros sobre o desastre nuclear, o leitor vira testemunha de cenas dramáticas e histórias de muito sofrimento. É um mergulho dolorido numa parte importante da história, que nos faz refletir sobre os acasos da vida, sobre o real tamanho de nossos dramas e sobre a maldade de um governo que, em detrimento de sua função de proteger, sentencia seu povo à pior morte possível.

3. Eu Sou Malala

Malala mostrou ao mundo que o Talibã, como qualquer grupo terrorista, quer impor sua vontade à custa de violência e morte. A paquistanesa quase perdeu a vida pelo simples fato de lutar pelo seu direito de estudar, um direito que parece ser tão banal mas é desrespeitado em muitos lugares e, pior, ignorado por tantos justiceiros sociais. Em tempos onde terroristas recebem a oferta de serem reconhecidos como partidos políticos, é importante que esse livro seja lembrado para que o mundo nunca aceite, nunca se esqueça e nunca perdoe as atrocidades cometidas por grupos radicais como esse.

4. A Invenção das Asas

Falando em atrocidades, temos um livro que fala sobre a escravidão. Eu, sinceramente, não consigo compreender como puderam tratar pessoas como objetos. Não há nada que justifique isso, nem o fato de ter sido em tempos menos civilizados, nem a cultura, nada me convence que eu, naquela situação, olharia para uma pessoa e enxergaria um patrimônio meu. Nem minha cachorra é meu patrimônio, imagina um ser humano! Pois é essa revolta que o livro de Sue Monk Kidd provoca no leitor, além de ter uma excelente narrativa baseada numa história real.

5. Frankenstein

Ao escrever um dos maiores clássicos da literatura de todos os tempos, Mary Shelley nos presenteou com uma trama introspectiva e cheia de valores intrínsecos à discussão proposta. Tanto a trajetória do criador quanto a da criatura são dramáticas, penosas, intensas. Ou seja, não faltarão motivos para que essa obra toque seu coração. A única coisa que o leitor não pode esperar é uma história de terror superficial, visto que esse livro consiste numa jornada pelos lugares mais profundos da alma. Mas o monstro tem alma? Essa é a questão.

6. Jane Eyre

Dentre todos os meus livros mais queridos, esse tem um lugar ainda mais especial. Eu te desafio a ler essa obra-prima e não se emocionar com a vida de Jane, seus tropeços e seus acertos, suas dúvidas e suas certezas, sua fé e sua racionalidade. A narrativa de Charlotte Brontë é tão poderosa que não comove apenas pelos dissabores vividos pela protagonista, isso seria fácil, mas também nos enternece quando ela perdoa, quando ela é forte para seguir em frente, quando ela não desiste de seus valores e quando ela nos ensina que sempre podemos ser melhores.

Comentários

  1. Li apenas Frankenstein, mas os demais livros parecem ótimos e eu com certeza irei atrás deles, assim que terminar de ler os livros parados na estante hahaha

    Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dora!
      Assim que vc tiver um tempinho, leia esses livros sim! São todos incríveis! :)
      Beijos!

      Excluir
  2. Que delicadeza seu olhar para essas obras! Dos 6, 3 estão na minha meta de leitura esse ano, mas vou precisar colocar pelo menos mais 2, porque fiquei tocada pela sua sinopse. Obrigada! Cristiane

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cristiane!
      Que bom que vc gostou do post a ponto de ser incentivada a colocar mais leituras na fila!
      Obrigada a vc, pelo carinho!
      Beijos!

      Excluir
  3. Oi Milly,
    Então, dessa sua lista só li Eu Sou Malala, mas tenho muita vontade de ler A Invenção das Asas. Um livro que me vem a mente sempre que o assunto é emoção é o A Guardiã da Minha Irmã, tem também Dois Rios e A Luz Entre Oceanos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rudi!
      Acho que já vi algum desses que vc citou lá no seu blog, ou estou enganada? Enfim, vi em algum lugar... hehe
      A Invenção das Asas é muito gostoso de ler, apesar de ter umas cenas que dão raiva (mas é a intenção mesmo, né). Quero ler outras obras da autora.
      Beijos!

      Excluir
    2. Falo desses três livros sempre que tenho oportunidade kkk
      Tenho A Vida Secreta das Abelhas no Kindle, entre os trezentos e tantos não lidos de lá, um dia eu leio

      Excluir
    3. Esse eu assisti ao filme, então não pretendo ler por enquanto. Quero um outro dela que se chama A Cadeira da Sereia.

      Excluir
  4. Olá Michelly, bom dia.
    Amei sua lista. Às vezes precisamos mesmo de livros que toquem nosso coração, especialmente agora, nesse mundo louco, repleto de violência, com as atrocidades que vivenciamos todos os dias.
    Conhecia alguns títulos que você citou, e destes tenho muita vontade de ler "Eu sou Malala", Frankenstein" e "Jane Eyre" (estes dois últimos especialmente depois dos posts que você fez sobre cada um deles); espero conseguir os três para ler em breve. Mas também me interessei pelos outros que não conhecia ainda e com certeza tentarei ler algum dia ^^
    Beijinhos, obrigada pelas dicas de leitura e tenha um ótimo fim de semana!
    Isabelle - Attraverso le Pagine

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Isabelle!
      É verdade o que vc disse. Os livros têm um papel cada vez mais importante nesse mundo louco que a gente vive, seja como um objeto transformador, seja como entretenimento para aliviar as tensões diárias.
      Os três livros que vc citou são muito maravilhosos! Tenho certeza que vc vai gostar!
      Ótimo fim de semana pra vc tb!
      Beijos!

      Excluir
  5. Oi oi,
    Um livro que consegue abalar nossas estruturas, com certeza, é um livro que guarda um luhar do coraçao do leitor. Esse ano para o projeto do Brasil Literario eu li 'A Hora da Estrela' e esse livro me causou uma mistura de sentimentos enormes, a raiva do narrador, a empatia por Macabea, ao mesmo tempo que ele da aquele soco no estomago por que muita das vezes acabamos julgando uma pessoa da mesma forma que aquele narrador faz, tambem vi o filme e acredite, a tristeza que bate com a historia da Macabea so aumenta. O que Ckarice criou e um livro que vai ficar comigo por um bom tempo.
    Um livro que me derrubou a ponto de me fazer entrar num bloqueio .literario de semanas foi 'Para Sempre Alice', aquele livro e maravilhoso, muito bem escrito, mas a historia e tao triste e foi me consumindo aos poucos e quando terminei ja estava quase em posiçao fetal no chao chorando.
    Espero que o futuro nos reserve otimas leituras que nos toquem assim (masque nao toquem tanto quanto 'Para Sempre Alice', nao qiero me sentir daquele jeito tao cedo na minha vida).

    xoxo

    P.S.: Eu escrevi um comentario te respondendo na postagem do Llosa, mas nao apareceu a co.firmaçao que ele foi enviado, entao vou responder por aqui tambem, o nome do livro dele que é um ensaio sobre 'Os Miseraveis' é 'A Tentaçao do Impossivel' publicado aqui, se nao me engano, pela Alfaguara.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ozzy!
      É incrível como um livro tão pequeno como A Hora da Estrela pode nos abalar profundamente, né?! Clarice era genial!
      Eu não li Para Sempre Alice nem assisti ao filme justamente pq dizem que ele nos deixa arrasados. Aí não sei se quero ficar arrasada não... hehe
      Obrigada pela informação do Llosa! Vou procurar esse livro pra quando eu for ler Os Miseráveis usar como um texto de apoio. :)
      Beijos!

      Excluir

Postar um comentário