Um Estudo em Vermelho

Um Estudo em Vermelho, primeira história de Sherlock Holmes

Autor: Arthur Conan Doyle
Editora: Harper Collins
Nota: 4/5

Em 1887 Arthur Conan Doyle apresentou Sherlock Holmes ao mundo, e fez isso através dos olhos de outro personagem icônico, o dr. Watson. Um Estudo em Vermelho, além de ser o primeiro caso onde testemunhamos o trabalho do detetive, conta também como os dois famosos personagens se conheceram, dando início à amizade que o leitor acompanhará por um longo tempo.

Ferido na guerra, Watson está passando por dificuldades financeiras em Londres quando um amigo o apresenta à Sherlock, um homem bastante peculiar que procura alguém com quem dividir o aluguel de um apartamento na Baker Street. Ao irem morar juntos, o médico começa a estranhar o modo de vida de seu colega até descobrir que ele é, na verdade, um detetive consultor, o único no mundo segundo o próprio.

Sherlock é perspicaz e consegue resolver os casos com uma certa facilidade, mas ao se deparar com uma situação aparentemente mais complexa, ele convida Watson para acompanhá-lo à cena do crime e participar da investigação. É emocionante acompanhar o início dessa parceria que, hoje sabemos, viria a ser longa, próspera e marcaria a história da literatura.

A narrativa de Um Estudo em Vermelho é divida em duas partes. Na primeira temos a investigação do caso, já na segunda adentramos uma outra história a qual inicialmente nos deixa perdidos mas aos poucos vai fazendo sentido. Essa segunda parte suscita divergências nas opiniões dos leitores, visto que ela é feita de uma forma bastante abrupta, quebrando totalmente o ritmo da narrativa e nos provocando um sentimento de confusão total.

Apesar disso é necessário que o leitor continue atento aos detalhes. Com isso, iremos perceber que nos apresentar à essa outra história faz toda a diferença para nos impactar e gerar empatia à um dos personagens. Caso essa parte só fosse citada no meio da narrativa original, sem tantos detalhes, com certeza o resultado seria outro. Portanto, confie em Conan Doyle, ele sabia o que estava fazendo.

E por falar em Arthur Conan Doyle, precisamos salientar o texto incrível que ele constrói nesse primeiro caso de Sherlock Holmes que temos a oportunidade de acompanhar. A narrativa é fluida, rica e nos passa exatamente a personalidade dos personagens. Sherlock, por exemplo, é um homem que confia plenamente em suas capacidades e não faz questão nenhuma de escondê-las. Em determinado momento ele se mostra incomodado com o fato de Watson o comparar ao detetive Dupin, criado por Edgar Allan Poe e considerado o primeiro detetive da literatura. Sherlock diz que "Dupin era um tipo bastante inferior". Preciso concordar. Apesar de gostar de Dupin, Sherlock é incomparável. 

Um Estudo em Vermelho também promove alguns questionamentos morais acerca de temas polêmicos como a vingança e fins que justificam os meios, mas não cabe discutir esse aspecto mais profundamente aqui pois há o risco de contar partes importantes do enredo, o que não é, de forma nenhuma, minha intenção.

A edição que li pertence ao box da Harper Collins (que agora está sendo produzido pela Nova Fronteira, mas é igualzinho), o qual distribui as histórias de Sherlock em quatro volumes contendo todos os romances e antologias em ordem cronológica. Nesse primeiro volume temos os romances Um Estudo em Vermelho e O Sinal dos Quatro (o qual também encontramos no Brasil como O Signo dos Quatro), e a antologia As Aventuras de Sherlock Holmes. A tradução é de Louisa Ibánez, as páginas são amarelas e todos os quatro volumes da caixa possuem capa dura.

É certo que todo mundo já ouviu falar em Sherlock Holmes, haja vista a quantidade de adaptações do detetive para televisão, cinema e outras produções artísticas, mas nada se compara à experiência de conhecer o famigerado detetive através das palavras de seu criador. Um Estudo em Vermelho é, assim como seu personagem principal, um mergulho no que a literatura tem de melhor. Merece ser lido e lembrado para sempre.

Comentários

  1. Oi Milly,
    Acredita que eu nunca li nada (oficial) do Sherlock Holmes, minha irmã leu toda a coleção mas eu estou postergando, até hoje, já li um livro do Conan Doyle, O Mundo Perdido, que é o livro que deu origem a uma série na qual eu era viciado. Gostei do estilo do autor, como você salientou, ele sabe construir uma narrativa envolvente e criar personagens

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rudi!
      Acho que vc vai gostar do Sherlock. É um personagem muito divertido, muito inteligente e muito maluco. kkkkkkk
      Estou lendo em ordem cronológica com um grupo no whats, esse mês vamos comentar a segunda história dele, o romance O Sinal dos Quatro. Vai ser dia 21. Se vc se interessar me fala que eu te adiciono lá!
      Beijos!

      Excluir
  2. Oi, Michelly
    Já li alguns livros sobre o personagem mas não conhecia este. Acho bem legal mostrar como a amizade entre ele e Watson começou, até porque eles sempre estão juntos nos outros livros. Adoro um bom mistério, é um livro que com toda certeza eu leria!
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Miriã!
      Eu já havia lido outras história de Sherlock tb mas esse foi a primeira vez e realmente foi muito legal ver como os dois se conheceram. :)
      Beijos!

      Excluir
  3. Oi MI, tudo bem? Eu tenho muita curiosidade com Sherlock Holme, acho uma personagem incrível, mas nunca li naa ele. Achei interessante a narrativa dividia em duas e parece um obra até mais complexa o que eu imaginava! Dica anotada!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi!
      As histórias do detetive são ótimas, muito bem escritas e divertidas.
      Recomendo muito, viu?!
      Beijos!

      Excluir
  4. Meu livro preferido do Athur!
    Acho sensacional a maneira como o livro é dividido. Quando chegou na segunda parte eu fiquei: Oi? É outra história? hahahaha
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Eu tb fiquei assim. Cheguei até a cogitar a possibilidade de que a minha edição tivesse vindo com algum erro. kkkkk
      Adorei ser surpreendida dessa forma. Pra mim foi o melhor do livro!
      Beijos!

      Excluir
  5. Olá,
    Ah, eu conheço Sherlock pelas adaptações, mas nunca cheguei a ler. Mas, por esses dias eu catei um e-book desse volume lá na Amazon, então, espero iniciar em breve. Adorei a introdução e como o caso se torna reflexivo, com a questão da vingança.
    Adorei sua resenha!

    até mais,
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nana!
      Tb gosto quando os livros se aprofundam e nos fazem refletir.
      Torço para que vc goste da leitura!
      Beijos!

      Excluir
  6. Olá, Michelly.
    A minha edição é da Zahar de bolso e capa dura e acho ela linda hehe. Eu gosto muito dos livros do Sherlock. Acho ele muito perspicaz nas suas observações e deduções. Mas prefiro o Poirot que sempre vai ser meu detetive favorito da vida hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sil!
      Faz bastante tempo que não leio as histórias do Poirot mas estou planejando começar um projeto da Agatha, aí eu vou poder opinar melhor entre os dois! hehe...
      Acho essas edições da Zahar muito lindas tb!
      Beijos!

      Excluir
  7. Oi, Mi!
    Acredita que nunca li as histórias do Sherlock Holmes?! Mesmo gostando da temática abordada nas obras (investigação), nunca parei para ler. Você acha que seria uma boa começar com Um estudo em vermelho?!

    Beijos
    www.procurei-em-sonhos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Como vc já gosta dessa temática, acho que vai gostar de Sherlock!
      Na verdade, os livros dele podem ser lidos de forma independente, mas eu, particularmente, adoro acompanhar as histórias por ordem cronológica. Então, como vc vai começar agora, acredito que seria uma experiência legal ler Um Estudo em Vermelho, que é a primeira história do detetive. Depois vc vai lendo os outros e acompanhando o desenvolvimento do personagem. :)
      Beijos!

      Excluir
  8. Oi Michelly,
    Nossa... Eu li esse livro há anooooooooooooos e nem lembrava!
    Devo tê-lo aqui ainda, em alguma caixa. Nossa. Que saudade!!!!!
    Post bem nostálgico para mim!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alessandra!
      Conheci Sherlock há muito tempo, mas foi minha primeira leitura de Um Estudo em Vermelho. Eu estou lendo os livros do detetive em um clube de leitura, então o próximo será O Sinal dos Quatro e esse eu já li. Estou sentindo a nostalgia chegando... kkkkkk
      Beijos!

      Excluir
  9. Olá!
    Também tenho esse box, é lindo <3 gosto muito dessa história. Se você gosta de mangás, leia a primeira edição que se chama "Um Estudo em Rosa" e adapta o primeiro episódio da série de TV. É muito divertido :)
    Bjs

    EntreLinhas Fantásticas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thalita!
      Não sou mt dos mangás, mas achei esse título curioso!
      Vou procurar saber mais, sim.
      Obrigada pela dica! ;)
      Beijos!

      Excluir
  10. Olá Michelly.
    Sou doida para ler os romances do Sherlock Holmes. Até agora só li contos dele mas espero pegar em breve os romances para ler (estou com este aqui pra ler, então acho que farei isto em breve *-*)
    Adorei sua resenha <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Isabelle!
      As histórias de Sherlock são muito divertidas, além de serem parte dos grandes clássicos da literatura! Então super recomendo, viu?!
      Beijos!

      Excluir

Postar um comentário